Trabalho, aqui é trabalho! (por Luis Brito)

O Fluminense vem jogando neste ano de 2012 de uma forma que todos gostam de comentar, seja para classificarem como o melhor futebol ou pior futebol apresentado.

Independentemente de qualquer comentário, o que mais importa é a situação que o clube ocupa na tabela. Abel e os jogadores não estão preocupados propriamente com as atuações –  podem até não ser iguais às das seleções de 70 do Brasil, da Holanda no Carrossel, da Espanha 2010 – mas o futebol do Fluminense é regular e taticamente perfeito, parecido com que o Corinthians fez na Libertadores desse ano – vencida pelo próprio time alvinegro – e até parecido com o do Chelsea da temporada 2011/2012 na Champions League – esta, vencida também pelos Blues.

Todo torcedor que paga ingresso quer assistir ao espetáculo, mas todos saem satisfeitos quando veem seu time vencedor ao final de cada partida. Futebol não é um teatro ou concerto de música; o futebol é fácil e organizado – opa, peraí, acho que defini o Fluminense do Campeonato Brasileiro.

Fácil, pelo jeito de jogar, marcar um tento e valer-se da velocidade de seus pontas (W.Nem e Thiago Neves) e laterais (Carlinhos e, de vez em quando, Bruno) para explorar os contra-ataques da equipe (que, quando entram, são mortais, vide os jogos contra o Internacional no Beira-Rio, Portuguesa no Canindé). O Fluminense joga de maneira correta e sabe como ninguém marcar e fazer pressão ao adversário, trazendo-o para seu campo para então dar o “bote”.

Organizado, pois não vejo no Brasil um time ser tão regular como está sendo o Fluminense nesse ano de 2012, não só no Brasileiro, mas no ano inteiro. O tricolor presenteou os seus torcedores com espetáculo nas finais da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca – todos os jogadores pareciam saber o que fazer em campo (menos Diguinho, risos). Hoje, cumprem o que é feito no dia a dia de trabalho tático (evidente) feito pelo treinador Abel Braga.

O Fluminense é um time qualificado com jogadores tarimbados e muito habilidosos, jogadores com potencial de decidir partidas no banco de reservas. Tudo muito bem, tudo muito bom, mas o Fluminense conta com muito mais: comissão técnica qualificada, dirigentes trabalhando e pensamentos iguais – tudo isso se converte em trabalho sério e resultados.

O Fluminense está rumo ao título do Campeonato Brasileiro, a reta final chegou e, mais do que trabalho, o Fluminense PRECISA DE VOCÊ, TORCEDOR!

Chegamos à reta final. Vamos mostrar as forças nas arquibancadas também. A começar por amanhã, contra o Botafogo no Engenhão.

Rumo ao tetra!

Luis Fernando Brito

Panorama Tricolor/ FluNews

@PanoramaTri @datluis

Imagem: lancenet.com.br

Contato: Vitor Franklin

Comentário