Serguei, Fluminense & Rock n’ Roll (por Rodo)

rodo red

Imagino que muitos que me seguem pelas redes sociais já perceberam meu apreço pelo Rock n´Roll e suas histórias. Valorizo ainda mais a musicalidade nacional, desde as bandas dos anos 80, a Tropicália e a Jovem Guarda. Antes mesmo desses movimentos precursores do Rock no Brasil, tinha outra turma tentando trazer o ritmo estadunidense para terras tupiniquins, e esses não flertavam com os movimentos citados. A turma independente teve como grande ícone o “maluco beleza” Raul Seixas, suas histórias e seus muitos clássicos.

Outra figura singular desse tempo é quase um patrimônio nacional. Sem nunca ter estado nas paradas de sucesso e sem nenhum clássico, Serguei ainda assim sobreviveu ao tempo, tornou-se famoso no mundo do Rock e é figura carimbada em eventos como a Virada Cultural Paulistana e até mesmo no mega evento que é o Rock in Rio. Esteve em Woodstock, frequentava festas na casa de Jim Morrison, vocalista dos Doors e era amigo de Janis Joplin, com quem chegou a ter um affair, Serguei é uma lenda viva da história do Rock.

SERGUEI FOTO

Mas, porque estou falando do Serguei em uma coluna sobre o Fluminense? Porque o Mito, além de uma lenda, é também Tricolor de Coração. Sempre que pode, ele fala do Fluminense em suas entrevistas por aí, seja para rádios ou para revistas. Em um papo com o tricolor Beto Meyer, Serguei falou sobre sua paixão pelo Tricolor:

“O Flu… não tem nada igual. Não é um time de futebol, ou soccer, ou o diabo que seja. É o mais importante, o mais lindo, o mais charmoso, o mais “tudo de bom”, isso que é o Fluminense.”

O roqueiro ainda deixou um recado para o maior rival tricolor:

“O Flamengo tem mais é que se comportar e saber que veio do Fluminense. Se não fosse o Fluminense, não existiria o famoso urubu.”

Essa semana, uma notícia me chamou atenção. Serguei passa por dificuldades financeiras, não consegue sequer dinheiro para alimentação e remédios. Entrei em contato com o Paulo-Roberto Andel, e decidimos fazer alguma coisa para ajudar o roqueiro. Juntos, escreveremos um livro com a história, a obra e os “causos” do Serguei, e todo lucro obtido com a venda desse livro será revertido para o artista.

Escolhemos o financiamento coletivo para viabilizar o projeto, e é aí que você pode ajudar. Aceitamos qualquer valor como doação, mas quem doar acima de 50 Reais, garantirá de cara o direito de receber um exemplar autografado aos autores.

E aí? Topa participar da ação?

Segue o link: CLIQUE AQUI

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @rodoinside

Imagem: ap/rb/pra

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres