Santos 0 x 0 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

Os quinze primeiros minutos foram de toques entre as duas intermediárias. O Santos ia, o Fluminense voltava, e vice-versa. Os goleiros nem apareciam nas imagens da TV. O marasmo foi quebrado com um chute longo de Victor Ferraz que passou perto. O Santos arriscava mais, mas durou pouco. O Fluminense adotou mais uma vez a estratégia de ficar com a posse de bola, mesmo que não a levasse até a área de Vanderlei. O excesso de toques e a falta de agressividade tornavam o jogo maçante. Wellington Silva, o cara do escape em velocidade, não tinha chances de arrancar. Depois da metade do primeiro tempo, o jogo ficou mais dinâmico, principalmente, porque o Fluminense avançou e tentou chegar mais perto de Vanderlei. Foi um primeiro tempo sem emoções.

O segundo tempo começou com o Fluminense mais ousado. Num contra-ataque, aos 5’, Henrique Dourado deixou Wendel na cara do gol. O meia driblou Vanderlei, mas abriu demais e a defesa chegou para salvar. O tricolor continuou preenchendo bem os espaços, com a marcação mais alta. Pelo segundo tempo, o Fluminense poderia ter tido melhor sorte.

JÚLIO CÉSAR

Não precisou fazer grandes defesas. Mostrou segurança nas intervenções.

LUCAS

Apareceu mais no ataque em relação aos jogos anteriores, logo, foi melhor no jogo de hoje.

RENATO CHAVES

Esforçou-se muito para não cometer erros e conseguiu.

HENRIQUE

Foi bem. A defesa tricolor está mais bem protegida e isso facilita.

LÉO

Missão básica: marcar. No segundo tempo, chegou mais à frente, mas faltou aquele cruzamento.

MARLON FREITAS

É um volante que tem bom poder de combate, mas é básico no primeiro passe. Com uma boa carga de treinamento na saída de jogo, vai evoluir muito.

OREJUELA

Errou alguns passes curtos e outros longos. Parece que às vezes dá um branco e comete erros bobos.

WENDEL

Começou o jogo bastante participativo, depois, diminuiu o ritmo no restante do primeiro tempo. Perdeu grande oportunidade aos 5’2ºT. Ajudou muito a manter o Santos longe do gol de Júlio César.

GUSTAVO SCARPA

Posicionou-se pela direita e, quando recebia, partia para o meio e alçava na área ou invertia para Wellington Silva. Errou alguns passes. Poderia ter tentando mais chutes à distância.

ROBERT

Entrou no final e não teve tempo para participar.

WELLINGTON SILVA

Quando o Fluminense era atacado, assessorou o Leo na marcação. Com a bola rodando pelo meio, abria na extrema esquerda. Tentou alguns arranques da ponta para o meio em busca de um chute ou de uma assistência. Parecia que não estava bem fisicamente.

MARCOS JUNIOR

Entrou para fazer o mesmo que o Wellington Silva fazia. Não ajudou muito.

HENRIQUE DOURADO

Uma bela assistência para Wendel. Não teve chances de concluir.

PEDRO

Ficou pouco tempo em campo e não teve oportunidades.

ABEL

Leo voltou à lateral esquerda. Segundo Abel, para melhorar a marcação. Quando percebeu que o time estava cansando, colocou Marcos Junior no lugar de Wellington Silva e Robert no de Gustavo Scarpa.

SANTOS

A boa marcação do Fluminense impediu que o Peixe se impusesse.

ARBITRAGEM

Atrapalhou-se com marcações simples.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: jac

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres