O ponto de inflexão é agora (por Marcus Vinicius Caldeira)

Em Matemática, mais precisamente em cálculo diferencial, um ponto de inflexão, ou simplesmente inflexão, é um ponto sobre uma curva na qual a curvatura  troca o sinal. A curva muda de ter curvatura côncava para cima (positiva) para concavidade para baixo (curvatura negativa) ou vice-versa. É portanto, em bom português, o ponto da virada.

Infelizmente, o Fluminense está tendo que fazer um aperto em suas contas, para que possa retomar o seu fôlego financeiro e poder ter de volta sua capacidade de investimento. Esta situação de austeridade,por si só já é complicada. Junte a isso termos candidatos que não aceitaram a derrota nas eleições (é impressionante isso) e perturbam o tempo inteiro, ao fato de em cinco anos só termos ganho o título da Primeira Liga, mais uma torcida chateada com razão, e então temos um caldeirão fervendo.

Para complicar, a gestão tomou algumas decisões equivocadas nos últimos meses do ano que trouxeram consequências pesadas e azedaram de vez o caldo do torcedor: a perda do Scarpa (mau caráter e moleque, mas que não deixa de ter vacilo da diretoria); a publicação da lista de dispensa e o caso das organizadas. Não pode! Não poderia nas CNTP (Condições Normais de Temperatura e Pressão), não pode, na situação em que se encontra.

O ponto da virada com ações positivas que influenciem positivamente o campo e a arquibancada tem de ser agora. De semana passada para cá, coisas positivas já começaram a acontecer: apresentação do patrocínio master, chegadas de jogadores, o Flu jogando para vencer o clássico; enfim, coisas que animam a torcida. Essas ações positivas, mesmo diante de todas  as dificuldades, têm de continuar e principalmente estancar as decisões erradas do final de ano.

As chegadas de De Amores para o gol, Jadson e Airton para o meio, e Gilberto na lateral encorpam o time, mas ainda não são suficientes. Precisamos de meia de ligação, zagueiro e atacante. Creio que Henrique Dourado não fica, ainda mais depois da estúpida entrevista que deu pressionado por jornalista paulista bairrista.

Robinho tem mostrado que pode evoluir e ajudar muito.

O ano será muito difícil, mas precisamos passar por ele sem sustos e tentando beliscar alguma coisa: um Carioca e uma vaga na Libertadores. Tirando Flamengo, Palmeiras e Cruzeiro, o resto está tudo nivelado. Sim, São Paulo, Corinthians e Atlético Mineiro estão à frente. Mas tem vários campeonatos e estes vão acabar jogando muitas fichas na Libertadores (exceto Galo e São Paulo).

Independente de qualquer coisa, o ponto de inflexão é agora.

Não temos mais tempo a perder.


Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

#JuntosPeloFlu

Imagem: Calder

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres