Pode pedir a musiquinha (por Márcio Machado)

PEDACINHOS DA COPA – CLIQUE AQUI.

Já se tornou popular estender a brincadeira do Fantástico para quem faz três gols, derivada do conceito de hat-trick inglês a tudo que se repete três vezes no brasil, principalmente como ironia a quem passa vergonhas seguidas.

Depois do ultimo rompimento, o marketing da gestão está de parabéns: já pode pedir a sua canção.

Viton, Dry World e Valle Express já retratam um padrão de empresas de segunda linha, sem capacidade de penetração no mercado e/ou de bancar contratos com uma instituição como a nossa. Foram apresentadas como um grande resultado do trabalho da diretoria, mas sob desconfiança geral. Posteriormente, a denúncia de valores abaixo dos anunciados/em atraso e, por fim, contrato interrompido e processos na Justiça criaram um circulo vicioso de menos dinheiro e menos credibilidade, levando a mais de ambas as partes.

Esse pessoal tem de sair pra ontem dessa parte. O momento do clube é pra gente experiente e com resultados à frente, vide o resultado digno em contratações do Angioni numa situação que o clube se enrola para pagar salários. Precisamos de profissionais nessa área e de empresários que torcem para o clube ajudando; geralmente os melhores valores  de patrocínio saem assim, mas sempre com critérios de mercado e profissionalismo de parte a parte.

Solução alla Unimed não mais, contudo o grupo político atual não demonstra ser capaz disso nem nunca foi.

O clube precisa de uma gestão com competência empresarial, capaz de capitalizar o Fluminense e, ao mesmo tempo, aberta ao diálogo e que entenda de futebol (gestão administrativa sem cuidar do campo e bola do cheirinho).

Se a mudança vai ser com impeachment ou no período eleitoral normal, não sei. Agora, o maior problema mesmo é não ver grupos qualificados com boas chances.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Comentário