O sufoco de 1993 (da Redação)

A barra estava pesada há exatos 25 anos para o Fluminense. Prestes a estrear no Brasileirão, recheado de jogadores desconhecidos e nenhum reforços de peso, o Tricolor se preparava para começar a competição no Olímpico, diante do Grêmio – que acabara de voltar da série B.

A equipe do Grêmio venceu o Fluminense com placar de 3 a 2, no Olímpico, valendo pela primeira fase do Campeonato Brasileiro 1993. Marcaram os gols: Adil, Serginho Winck e Gilson Maciel pelo Grêmio. Super Ézio fez os dois gols do Fluminense. Lira foi expulso de campo. O goleiro Danrlei, que teria uma brevíssima passagem pelo Fluminense, estreava pelos profissionais do Grêmio.

04/09/1993
Estádio: Olímpico
Árbitro: Antônio Pereira da Silva
Renda: CR$ 2.419.000,00; Público: 9.122

Grêmio: Danrlei, Luciano, Paulão, Jackson e Itá; Serginho Winck (Juninho), Pingo e Adil (Marco Aurélio); Carlos Miguel, Gilson Maciel e Fabinho. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Fluminense: Nei, Júlio César, Andrei, Júnior Mineiro e Lira; Alaércio, Chiquinho (Carlos Alberto), Wallace (Moreno) e Julinho; Ézio e Jerry. Técnico: Nelsinho.

Na classificação geral de 32 clubes daquele ano, o Fluminense acabaria na décima-sétima colocação, com apenas três vitórias em 14 jogos, eliminado na primeira fase.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Comentário