LDU: uma revanche mais do que esperada (por Paulo Rocha)

Após entregar mais um resultado no apagar das luzes no Campeonato Brasileiro (o empate em 2 a 2 com o Vitória, na Bahia, teve sabor amargo), o Fluminense muda o foco nesta semana. Quinta-feira, no Maracanã, iniciaremos a disputa com a LDU por uma vaga nas quartas-de-final da Copa Sul-Americana. O destino escolheu o adversário e a torcida tricolor, sem dúvida, anseia por vingança.

E se anseia por vingança, tem a obrigação de lotar o estádio, decidida a empurrar a equipe para cima dos equatorianos. Mas só os verdadeiros tricolores: os pés-frios, os secadores, os pessimistas, façam-nos o favor de ficar em casa. Sugiro que sequer assistam pela televisão; vão ao cinema, façam outra coisa e depois perguntem (ou vejam na internet) quanto foi o jogo.

A LDU fez nosso coração sangrar mais de uma vez. E, apesar de Abel estar certo quando diz que, na época das decepções, os jogadores eram outros, o Fluminense é o mesmo. O jejum de títulos continentais também. Vamos acabar com essa porra. Nossa torcida merece, os verdadeiros tricolores merecem. Os que torcem contra, fodam-se.

Sinceramente, espero ver na Copa Sul-Americana um Fluminense muito diferente do que tenho visto nas partidas do Campeonato Brasileiro.  Nesta competição, até quando vencemos, deixamos a desejar no que diz respeito ao desempenho. Jogando contra os gringos, em primeiríssimo lugar, tem que estar a raça. Do primeiro ao último minuto.

Todos lembramo-nos de 2009, quando a garra e a disposição nos fizeram ter orgulho de sermos tricolores. É por isso que clamamos, por raça, por entrega, amor à camisa do nosso clube. As vitórias, os títulos, precisam ter a fibra no seu nascedouro, na sua semente.

Que o Maracanã esteja lotado em verde, branco e grená, coberto por uma nuvem de pó de arroz. Vamos devolver à LDU o gosto amargo que nos fez sentir. Gritar, cantar do início ao fim. A torcida é parte integrante da estratégia. Vamos para cima, Fluzão. Queremos gritar “campeão”!

xxxxxxxxxx

Pelo que vi do desempenho dos zagueiros do Fluminense nesta temporada, Gum tem vaga fácil na equipe. Quando estiver recuperado, precisa ser relacionado. É um vencedor, ama o clube. Podia até dar seus moles, mas tem lastro. É um guerreiro e merece mais respeito.

xxxxxxxxxx

Não achei que Robinho mereceu ser expulso contra o Vitória. O juiz foi rigoroso demais, caiu na cena do lateral-direito dos caras e na pressão da torcida. Que sirva de aprendizado. Eu continuo fazendo fé nele. Quem sabe, já contra a LDU, ele não se reabilita?

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres