A grande volta do Fluminense (por Ise Cavalieri)

LIVRO “RODA VIVA” – DOWNLOAD GRÁTIS AQUI

Que bom seria se o time demonstrasse sempre a vontade de vencer, e que bom também seria se a torcida tricolor apoiasse em todas as horas.

Às vezes é preciso chegar ao fundo do poço, ou próximo dele, para que ambos acordem e comecem a reagir.

Que bom seria a prevenção ao invés da remediação: não só evitaríamos tantos sustos como juntos seríamos imbatíveis. Assim já provamos diversas vezes ao longo da nossa história.

Perdemos peças importantes durante o ano, sejam por venda ou por lesão, mas por outro lado víamos um elenco que estava se acostumando ao “tanto faz” diante dos resultados. As peças como Gum (nunca achei que faria tanta falta), Sornoza e Cavalieri aos poucos foram voltando, mas ainda assim, foi preciso uma cobrança.

Não adianta cantar quando o time cai de uma competição, nem achar ruim quando são cobrados ou ainda vaiados (dependendo da situação, é claro). É como, por exemplo, uma mãe (ou pai) que passa a mão na cabeça do filho em todas as situações. A criança cresce achando que tudo é normal e que mesmo agindo errado, tudo estará bem. Só que esse “pode tudo” também traz sérias consequências.

A cobrança veio e o time parece estar acordando. Embora tenhamos falhado a partir da metade do segundo tempo, apresentamos uma leve melhora no clássico da semana passada, passamos pelo Avaí, até que, contra o São Paulo. nem parecida o mesmo Fluminense: atacando todo o tempo, desarmando e praticamente matando o jogo logo no início, sem esquecer o placar mágico de 3 a 1 que voltou a nos rodear.

Tudo bem, era o São Paulo, outro time que está brigando para fugir da degola, mas sabemos que esses sempre são os piores… Aquela velha mania do Fluminense em querer levantar quem está lá embaixo. Mas não dessa vez!

O time sabe jogar, independente de qualquer limitação, basta querer!

E a torcida… A torcida que tanto prezo, respeito e me encanto, mas que durante o ano veio deixando a desejar. Sabemos que do começo até o meio de 2017, o elenco que parecia vir para brigar por todos os títulos foi decepcionando e que isso, sim, tira a vontade de assistir. Mas. aaaah se a torcida comparecesse em peso pelo menos na maioria do ano, trocaríamos a fuga do Z4 por uma vaga no G4 (G5,G6 etc) e, quem sabe, até pela briga ao título.

Sabemos a força que uma torcida tem, sabemos a força da nossa torcida tricolor. Agora com os jogadores retornando, o time melhorando em campo e a torcida comparecendo, o ano pode terminar longe de um susto, além de esperar que o aprendizado fique para a próxima temporada.

Além de outra lição essencial: independentemente de opiniões, visões políticas ou quaisquer outras desavenças no Fluminense, se queremos lutar por algo positivo precisamos estar JUNTOS.

Não adianta esperar apenas de um lado…

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @isefinato

Imagem: pan

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres