Fluminense 4 x 0 Flamengo: atuações (por Mauro Jácome)

 
Sentei para ver o jogo, 1 x 0: Marcos Junior, sempre elétrico, aproveitou a bobeira da zaga rubro-negra e abriu o placar. O Fluminense começou com muita disposição e a movimentação do meio e do ataque tricolor confundia a marcação adversária. O gol de Diego Alves estava sempre em perigo. O jogo era rápido e as jogadas em velocidade, de um lado e do outro, faziam os torcedores se levantarem na Arena Pantanal. No entanto, o mapa da mina era jogar a bola no meio de zaga do Flamengo. Aos 17’, Sornoza cobrou escanteio, a bola sobrou para Pedro empurrar para as redes. Gilberto, Marcos Junior e, às vezes, Sornoza levavam vantagem pela direita, mas os cruzamentos não encontravam Pedro no meio da área. O Flamengo insistia no seu eterno jogo aéreo; o Fluminense trocava passes rápidos e sobrava. Aos 42’, Sornoza rolou para Marlon, a bola viajou na área, Marcos Junior bateu, Diego Alves defendeu, mas Gilberto ganhou a dividida e ampliou. Um belo primeiro tempo tricolor.

O segundo tempo foi diferente. O Fluminense cadenciou o jogo, trocou passes, atraiu o Flamengo para contra-atacar. No entanto, os passes não foram rápidos para pegar o adversário desarrumado. Mesmo assim, Marcos Junior escorou cruzamento de Gilberto para fechar a goleada. O Fluminense ainda teve duas grandes oportunidades na mesma jogada: primeiro com Pedro e depois com Sornoza. Diego Alves defendeu as duas. Daí em diante, o Fluminense trocou passes. Bela goleada.

JÚLIO CÉSAR

Nem precisa ir para Cuiabá.

RENATO CHAVES

Partidaça. Preciso nas antecipações, atento no jogo aéreo do Flamengo, ainda teve tempo para chegar no ataque.

GUM

Seriedade e muita vontade. Ganhou quase todas pelo alto.

IBAÑEZ

No começo do jogo, teve dificuldade para ajudar Marlon no encaixe da marcação pelo lado esquerdo da defesa tricolor. Depois, ajustou e fez mais uma ótima partida.

GILBERTO

Depois das boas atuações anteriores, ganhou mais confiança para chegar à frente e fez um grande primeiro tempo. Força, velocidade, chegou várias vezes no ataque. Inclusive, deixou o seu. Mesmo mais plantado na etapa complementar, fez ótimo cruzamento para Marcos Junior marcar o quarto.

RICHARD

Uma de suas principais características é a rápida recomposição. Assim, a zaga não fica exposta. Também, sabe sair jogado verticalmente.

MATHEUS NORTON

Entrou para recuperar o fôlego do meio-campo. Fez bem seu papel.

JADSON

Um primeiro tempo de gala. Além de marcar, comandou o time tricolor na transição. Distribuiu passes precisos, iniciou contra-ataques. Cansou um pouco no segundo tempo e ficou mais fixo atrás.

SORNOZA

Encontrou em Jadson um parceiro e tanto. Não tem ficado isolado na intermediária de ataque e divide a responsabilidade. O jogo tem fluído quando a bola passa pelos seus pés. Responsável por cadenciar o jogo e ficar com a posse de bola.

MARLON

Melhorou no apoio. Tem chegado com mais força. Fez bons cruzamentos, inclusive, um deles resultou em gol. No entanto, perdeu bolas dominadas na defesa.

MARCOS JUNIOR

Mais uma vez foi um dos nomes do jogo. Está em ótima fase. Correu por todos os lados do ataque, ajudou na defesa e apareceu no lugar certo para marcar dois gols. O preparo físico está ajudando.

PEDRO

Oportunista, aproveitou a sobra e marcou o segundo. Perdeu grande chance de ampliar a goleada ao tentar um drible desnecessário.

PABLO DYEGO

Entrou para colocar velocidade nos contra-ataques e arrancou a expulsão de Cuellar.

ABEL

O time está em franco crescimento. Disposição, movimentação, organização. Envolveu completamente o adversário. Fez as substituições corretas.

FLAMENGO

Quem?

ARBITRAGEM

Um errinho aqui, outro ali, mas dentro da margem de erro.

 

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

#JuntosPeloFlu

Imagem: jam

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres