Fluminense 1 x 0 Palmeiras: atuações (por Mauro Jácome)

PEDACINHOS DA COPA – CLIQUE AQUI.

Por pouco, o Fluminense não toma um gol logo nos primeiros minutos: Gum errou o tempo da bola, Willian ganhou e rolou para Dudu. Júlio César fez grande defesa. Aos 8’, Junior Dutra ganhou na corrida pela direita e tocou para Pedro isolar. Boa chance tricolor. Marcos Junior jogava com espaço, mas errava todos os passes. A defesa dava muitos espaços, os volantes não achavam os palmeirenses. Com isso, Dudu e Willian finalizavam com facilidade. Júlio César fazia milagres. O Fluminense conseguia chegar pelos lados do campo, mas errava na assistência ou na conclusão. Depois da metade do primeiro tempo, o Fluminense compactou a marcação na intermediária, afastou o Palmeiras da área de Júlio César e o jogo ficou equilibrado e desenvolvido entre as duas intermediárias. Quando parecia que os times iriam para o intervalo sem vantagem, Marcos Junior bateu uma falta na área, a zaga cortou, mas a bola sobrou para Gilberto bater bonito no canto de Weverton e fazer 1 x 0.

O Fluminense voltou do intervalo errando muito a saída da defesa para o ataque. O jogo ficou nervoso, com muitos entreveros, e a bola rolava pouco. Depois da saída de Felipe Melo, as coisas se acalmaram. Não consigo entender como esse cara ainda tem espaço. Não joga nada e é um completo idiota, dentro e fora de campo. Com a subida do Palmeiras, o jogo ficou para os contra-ataques, mas Everaldo, Jadson e Junior Dutra, depois Matheus Alessandro, não conseguiam acertar. Mesmo sem conseguir chegar na cara de Weverton, o Fluminense conteve a pressão e levou o jogo até o fim. Grande vitória.

JÚLIO CÉSAR

Salvou a pele de Gum numa defesa espetacular aos 4’. Novamente aos 19’, fez outra defesaça. Recuperou-se das falhas anteriores.

GILBERTO

Nos ataques do Palmeiras, ficava longe de Gum e, por ali, Dudu se posicionava. Também dava espaços a Diogo Barbosa. Na frente, a lateral estava congestionada. Aproveitou bem a bola que sobrou da zaga. Bateu com estilo e abriu o placar. Foi importante na parte final do jogo, mesmo muito cansado, ajudou a segurar a bola.

GUM

Falha terrível no começo do jogo. Não fosse Júlio César, o Palmeiras teria marcado o primeiro gol. Acompanhava a bola e largava Willian e Dudu. Com o ajuste entre Mateus Norton e Airton, ficou mais protegido.

DIGÃO

Perdido na marcação dos atacantes do Palmeiras. Ficou no meio do caminho entre sua posição e a cobertura de Ayrton Lucas. Melhorou quando os volantes acertaram a marcação à frente da zaga.

AYRTON LUCAS

Penou na marcação de Scarpa e Marcos Rocha/Mayke. Por ali, o Palmeiras criou as principais chances de gol.

AIRTON

Fora de ritmo, lento, deixava espaços à frente da zaga. Não achava Moisés. Os palmeirenses chegavam e passavam. Com o desenrolar do jogo, conseguiu se achar e manteve os adversários mais longe da dupla de zaga. Cansou e saiu.

IBAÑEZ

Entrou para recuperar o fôlego e reforçar a marcação. Também ajudou na saída de bola para o ataque.

MATEUS NORTON

Teve que marcar por ele e por Airton, até os dois se entenderem. Foi importante na contenção. Tem dificuldades com a bola nos pés.

JADSON

Chegava bem na intermediária do Palmeiras, mas errava os passes. Na etapa complementar, ficou mais solto para puxar contra-ataques, mas novamente errou muitos passes. Não foi bem.

JUNIOR DUTRA

Tem velocidade e, se tiver inteligência, poderá formar boa dupla com Pedro. Ficou muito preso na direita e contribuiu com a marcação. No segundo tempo, teve mais espaços, mas já estava cansado e não conseguiu dar continuidade.

MATHEUS ALESSANDRO

Fez seu papel nos contra-ataques e em segurar a bola na frente.

MARCOS JUNIOR

Errou muitos passes e atrapalhou alguns ataques. Passou grande parte do jogo se envolvendo em discussões com os adversários. Fez o cruzamento que, na sequência, saiu o gol de Gilberto.

EVERALDO

Entrou bem. Segurou a bola, chamou faltas, inclusive, expulsou Edu Dracena. É bem mais inteligente do que Robinho (Que Deus o tenha!) e pode ser boa opção para situações similares.

PEDRO

Bem fora da área, teve poucas oportunidades de concluir. Ganhou quase todas as disputas na intermediária.

MARCELO OLIVEIRA

Escalou e substituiu bem. Deu uma injeção de ânimo na moçada.

TORCIDA

Deu um show.


Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Comentário