Flamengo 1 x 1 Fluminense (por Paulo Tibúrcio)

Desculpem-me as palavras roucas e o texto cansado. Não foi fácil. É bom não esperar facilidades. De hoje até o final do campeonato será uma batalha por jogo. Apesar do Brasileiro não apresentar o mesmo nível de outrora, ainda é um dos mais difíceis do universo e não é bom atuar sem a devida dedicação, tarefa que a equipe Tricolor não estava executando da forma devida.

Muitos temiam por esta partida. Jogar contra um rival em situação mais vantajosa que a nossa, com um time mais entrosado e, pelo menos no papel, com mais qualidade. O risco de enfrentar um Maracanã lotado de rubro-negros, da complacência dos árbitros pelo outro lado, de sofrer um vexame. Natural e compreensível. Entretanto, não foi assim que entenderam alguns poucos guerreiros tricolores que compareceram ao estádio para apoiar o time. Não foi em vão.

A dificuldade já começou antes da entrada do estádio. A inconsequência de parte da torcida combinada com a violência desproporcional da PM impediu a concentração dos torcedores do lado de fora do estádio. Tensão em todos os sentidos.

Ao entrar no antigo Maior do Mundo, avista-se o lado de lá totalmente tomado. O setor Leste também era quase todo deles. Do nosso lado, alguns poucos tricolores para apoiar o time. De positivo, a união das torcidas. Todos agrupados na arquibancada em um pelotão, cada um cantando por cinco deles, tais como espartanos defendendo o desfiladeiro das Termópilas. Cativou parte da torcida, que passou a cantar junto.

O Fluminense entrou em campo com muitas novidades. O retorno de Gum na zaga, Marlon na esquerda, Richard no meio e Marcos Júnior como companheiro de Dourado. A incerteza nos angustiava. Daria certa esta formação?

Pouco falarei sobre esquema tático e qualidade do time. Ainda estamos muito a desejar nestes quesitos. Mas o time não decepcionou. Ao que parece, os jogadores e comissão técnica, após conversas e pressão da torcida, entenderam o momento e a grandeza do Fluminense. E perceberam a importância de um Fla-Flu para recuperar a alma tricolor.

O time se superou. Jogou com seriedade e postura. Atacou com mais intensidade, ainda que de forma desordenada. Em uma dessas investidas, foi presenteado por um gol contra do adversário. A pressão aumentou e, apesar do esforço de melhorar o setor defensivo, ainda tivemos muitas falhas, em uma delas resultando no gol adversário.

Necessitávamos urgentemente da vitória, mas o empate, pelas circunstâncias não foi ruim. Se o time repetir esta atuação e corrigir as falhas, podemos sair da posição desagradável na tabela. Que entrem em campo apenas os jogadores comprometidos com este espírito. Bom retorno de Gum; que não tenha sido nada grave. No próximo jogo, só um resultado interessa. É vencer ou vencer. Estarei de volta ao Maracanã.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @paulotiburciojr

Imagem: bit

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres