Os dilemas do torcedor (por Ise Cavalieri)

Ótimos os velhos tempos de Maracanã lotado, partidas épicas e festas inesquecíveis. Quem viveu nessa época com certeza tem boas lembranças e conta com orgulho cada detalhe. Quem não teve oportunidade, infelizmente precisará se contentar com as histórias.

Dói saber que, a cada dia, o torcedor é afastado dos estádios. Logo para ele, que tem o dia de torcer, como um dia sagrado. Dia de juntar as moedinhas, escolher a camisa, fazer aquele esquema no trabalho e partir… É hora de rever os amigos, extravasar as emoções, juntar as energias para vencer o restante da semana e ver o time do coração jogar.

Torcer nos dias de hoje tem virado um verdadeiro dilema. Diversas dificuldades são impostas todos os dias, como a violência do país, e especificamente no Rio de Janeiro, onde saímos de casa e não sabemos se voltaremos.

Como se não bastasse à violência do Estado, vimos o antigo e verdadeiro Maracanã ser destruído e dar lugar a um espaço que parece nos querer cada vez mais longe. Proibição de diversos artigos usados em festas, proibição de materiais que deixavam as partidas mais bonitas, valores de ingressos muitas vezes fora da realidade e a dificuldade até mesmo para as gratuidades…

Tenho na memória os domingos vividos ao lado do meu pai, reservados ao Fluminense. Cenas de alguns segundos que me fizeram ter a certeza do que eu queria para minha vida: cores, bandeiras, pó-de-arroz, vitória. E que hoje são substituídas por arquibancadas vazias e sem vida. Até o nosso amor querem por em uma jaula, até o momento que não haverá um suspiro sequer.

E não sendo suficiente a violência do Rio de Janeiro, o futebol também tem se tornado um risco até em partidas que não havia tanto apelo, como foi o caso recente do Sub-20. Partida entre Vasco e Fluminense, final de Taça Rio, torcedores que foram para apoiar e terminaram acuados, vendo parte dos rivais invadirem o campo, enquanto outra parte cercava e invadia a entrada/saída de visitantes.

Não foi a primeira vez e talvez não seja a última. Antes, talvez fosse fácil criticar quem não estivesse presente sempre que o Clube mais precisasse; agora é fácil perceber que o futebol abrange muito mais do que só uma partida.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @iseffc

#JuntosPeloFlu

Imagem: izz

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres