Dez dias de luta do Flu (da Redação)

Depois do intervalo provocado pela FIFA, o futebol brasileiro retoma seu calendário neste fim de semana. E o Fluminense tem uma sequência de compromissos difíceis nos próximos dez dias. Pelo Brasileirão 2017, enfrenta o Vitória no Barradão e o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, nos próximos dois domingos. No meio do caminho, a primeira partida da decisão de vaga na Sul-Americana contra a LDU, num confronto que é um caso à parte.

Não é exagero dizer que, neste período, se desenha a sorte do Tricolor em 2017. Dois resultados positivos no Brasileiro, jogando fora de casa (o que tem sido um handicap do nosso time nesta temporada), podem finalmente colocar o time na briga de vez pela vaga na Libertadores 2018. E a classificação sobre o time equatoriano pode ser o combustível para voos mais altos no continente. Aliado a um bom cenário, o componente psicológico positivo para seguir em frente.

É certo que o Fluminense tem oscilado durante este 2017. Formado com aridez financeira e praticamente com um time inteiro de juniores em campo, alternou péssimos e ótimos momentos. E justamente nas horas de maior dificuldade, um componente pode fazer a diferença: a torcida. Empurrar esta equipe é muito importante. É claro que o principal precisa ser mostrado dentro de campo, mas a nossa torcida pode ajudar muito no processo.

Destas três partidas, a única disputada em casa será contra a LDU. A presença do torcedor tricolor é fundamental no compromisso da próxima quinta-feira. E mais do que a presença, o apoio. Isso não deve significar submissão, mas apenas o compromisso para auxiliar numa grande vitória. A crítica é sempre importante, ressalte-se, mas não deve ser confundida com a politicagem barata de panfleteiros eleitorais que, aliás, só têm contribuído para núcleos de ódio dentro da nossa torcida, além de dividi-la e afastá-la.

As dificuldades existem e aí estão para serem superadas. Quando o time vai bem, tudo é belo e imponente. Quando oscila, a torcida pode ajudar muito, desde que a equipe faça a sua parte, é óbvio.

Que venha um momento de sucesso para o nosso Fluminense.

Nota: sobre o episódio jurídico envolvendo o treinador Levir Culpi e o clube, este PANORAMA deseja que um acordo seja costurado e lamenta profundamente a falha ocorrida, que deve acarretar providências imediatas, mea culpa e reflexão a respeito, sem crucificações, mas com energia e profissionalismo. Contudo, nunca é demais lembrar de que erros crassos acontecem, por mais indesejáveis que sejam, inclusive por parte de pretensos cavaleiros da verdade que, até outro dia, estavam no clube falhando do mesmo jeito ou até pior. Que venham as providências e a autocrítica. Por falar em falha, que o Fluminense se livre de vez de eventuais maus quadros que venham a ser localizados pelo caminho, especialmente os que já arriscaram o nome do clube em gravíssimas aventuras judiciais, exclusivamente para benefício próprio e vil.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: pan

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres