Coritiba 1 x 2 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

INFORMÁTICA PARA PEQUENOS E MÉDIOS AMBIENTES

O Fluminense começou muito frouxo, na marcação e com a bola nos pés. Logo, o Coritiba perdeu um pênalti numa bobeira de Orejuela. Depois, o time paranaense continuava pressionando e o Fluminense não trabalhava a bola. Todas as tentativas eram por intermédio de chutões. Após os 20’, o Fluminense colocou a bola no chão e melhorou na partida. Com trocas de passes, criou volume de jogo. Aos 31’, Gustavo Scarpa pela direita lançou Richarlison na entrada da área. O atacante virou em cima da zaga e bateu no ângulo. Um lindo gol. A desvantagem desestabilizou o Coxa. O Fluminense aproveitou e fez o segundo: Leo recebeu na entrada da área, bateu, a bola desviou e enganou Wilson. Tentou ainda alguns contra-ataques, mas o Coritiba achou um gol nos acréscimos do primeiro tempo. Tudo que não podia acontecer. Pressão Coxa à frente.

O gol no fim da etapa inicial, fez com que o Coritiba começasse na frente. Pachequinho deslocou Neto Berola para o lado de Leo e o Coritiba começou a chegar com facilidade. Faltava colocar a bola no chão, valorizá-la. Quando o fez, o jogo ficou equilibrado e o gol de Júlio César foi pouco ameaçado. Vitória difícil, mas conquistada na raça.

JÚLIO CÉSAR

Seguro, garantiu com boas saídas nas bolas aéreas e com uma defesa complicada em cabeçada de Alecsandro.

LUCAS

Muitas dificuldades com a correria que o Coritiba tentou pelo seu lado. Teve que recorrer ás faltas para conter. Pouco chegou à frente.

REGINALDO

Sentiu logo no começo e saiu.

FRAZAN

Alguns problemas nas bolas aéreas, mas sustentou nos momentos de pressão.

NOGUEIRA

Levou uma pancada de Henrique Almeida e jogou o resto do primeiro tempo no sacrifício. Voltou para o segundo tempo, mas caiu logo no primeiro lance e saiu.

RENATO

Foi para o lugar de Orejuela. Uma tragédia. Não tem inteligência para aliviar um jogo complicado. Quando pega a bola, sai desembestado na tentativa de resolver todos os males do mundo.

LÉO

Tentou chutes de fora da área. Conseguiu um gol assim. No começo do segundo tempo, sofreu com Neto Berola. Depois, apareceu na frente para ajudar tentar fazer 2-1 contra o lateral do Coxa. Mais uma vez, seus laterais à área foram inúteis.

MARLON FREITAS

Cometeu um pênalti infantil. Em vez de tentar se colocar entre o jogador e o gol, deu o bote e, claro, chegou muito atrasado e derrubou Galdezani. Depois, se acertou com Orejuela e melhorou a marcação à frente da área. Errou alguns passes perigosos na saída de bola para o ataque.

OREJUELA

Bobeira ao perder a bola no pênalti para o Coritiba. Melhorou a partir da metade do primeiro tempo. Com a contusão de Nogueira, foi para a zaga. Perdeu alguns lances aéreos.

WENDEL

Quando colocou a bola no chão, cresceu na partida. No segundo tempo, levou bem a bola, mas fez algumas opções erradas.

GUSTAVO SCARPA

Com a entrada de Marlon Freitas, foi deslocado para o lado direito e melhorou em relação aos jogos anteriores. Começou esticando muito a bola em ligações diretas para o adversário. Quando procurou as trocas de passes, melhorou o ritmo do time. Fez ótima assistência para Richarlison abrir o placar.

RICHARLISON

Um golaço, ao receber, virar e mandar no ângulo. Depois, caiu muito e rendeu pouco.

PEDRO

Inútil. Não ganhou uma única bola pelo alto ou por baixo. Não tem a menor condição de jogar no meio de gente grande.

MARCOS JUNIOR

Nada de diferente dos jogos anteriores.

ABEL

O técnico tricolor perdeu Wellington Silva, negociado, Henrique, suspenso, e Henrique Dourado, machucado. Para a vaga de Wellington Silva, optou por reforçar a marcação com Marlon Freitas. O substituto natural dos zagueiros é Nogueira. Na frente, em vez de centralizar Richarlison, preferiu Pedro. Leo voltou à lateral. Literalmente, seis por meia-dúzia. As contusões de Reginaldo e Nogueira complicaram a vida do técnico que teve que improvisar Orejuela na zaga e Renato na cabeça da área. No fim, tentou encaixar o contra-ataque com a entrada de Marcos Junior, mas o cara não ajuda.

CORITIBA

Não soube aproveitar as improvisações na defesa tricolor.

ARBITRAGEM

Só tenho dúvidas no lance do pênalti, se foi falta em Orejuela. No mais, foi bem.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Imagem: jam

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres