O Fluminense a cada jogo (por Paulo Rocha)

Não há dúvida de que a paralisação do Campeonato Brasileiro em função das Eliminatórias deu oportunidade ao técnico Abel Braga a ministrar uma programação, digamos, mais adequada ao time do Fluminense. Os próximos jogos dirão o que pretendemos nesta temporada: se devemos nos conformar (mais uma vez) com a luta contra o rebaixamento ou se podemos galgar voos mais altos na Copa Sul-Americana. Para cada desafio, há uma estratégia a ser utilizada em busca do que nos interessa: vencer.

Neste domingo, contra o Vitória, em Salvador, um duríssimo teste nos aguarda. Desde que Vágner Mancini assumiu o comando da equipe baiana, esta passou a surpreender os incautos. Venceu Corinthians e Flamengo jogando no campo dos adversários – ou seja, superou times de muitíssimo maior investimento, torcida contrária e, claro, a arbitragem, sempre disposta a colaborar com os times de massa, cujas vitórias ajudam a “idiotizar” a nossa sociedade.

Jogando em casa, o rubro-negro baiano, fatalmente, virá para cima. Sua torcida o obrigará a adotar tal postura. E o Fluminense pode se aproveitar disso. O que não pode acontecer é o desperdício de contragolpes, seja por falha no último passe ou por imperícia na conclusão das jogadas. Podemos trazer três pontos do Barradão. Mas teremos que fazer por merecer.

O duelo seguinte tem características opostas. Jogando no Maracanã contra a LDU, algoz atravessado em nossa garganta, temos que partir para cima, sufocar, amassar os caras no campo de defesa deles. Time e torcida precisam ser um só na busca por um resultado expressivo, já que decidiremos a classificação às quartas-de-final da Sul-Americana na altitude de Quito, um terreno hostil que chega a nos causar arrepios.

Abelão, enfim, parece dispor de peças para armar a equipe de forma condizente aos nossos anseios. Douglas e Sornoza estão aptos, Robinho foi regularizado. São opções importantes para nosso treinador poder dar mais criatividade à equipe. Nosso time é jovem, porém guerreiro. Tenho a impressão de que irá crescer na hora certa.

O Fluminense tem como tradição arrebatar títulos com equipes desprezadas pela mídia e até mesmo por grande parte de sua própria torcida. Reúne forças no além e surpreende os céticos com conquistas inesperadas. Essa é a nossa história, vamos continuar a escrevê-la. Vamos reeditar aquele futebol bonito do início da temporada. Eu acredito.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres