A festa e a inércia (por Erica Matos)

jblog

O adorno mais bonito do estádio é a torcida com o seu calor humano.

A arquitetura pode ser a mais moderna e a mais luxuosa; no entanto, se não tiver gente torcendo, cantando e vibrando, a festa não acontece.

Tenho visto alguns jogos essa semana pela Champions League e Libertadores. Dois campeonatos com características diferentes, mas ambos lotados e com seus ingressos esgotados há muito tempo.

Entro em crise quando penso na situação em que se encontram as torcidas do “país do futebol”, até porque hoje em dia são praticamente convidadas a não ir aos estádios, por diversos motivos.

Falando do Fluminense, sinceramente não acredito que verei nada que chegue perto do que vivemos em 2008. Mesmo que cheguemos numa outra final de Libertadores. O Maracanã é outro e o clima da torcida é outro.

Havia uma grande união e parece que algumas coisas se perderam pelo caminho.

As pessoas sabem o poder que as redes sociais possuem. Tenho saudade da comunidade oficial dos torcedores do Flu na era do Orkut. Ali, a coisa era mais unificada.

Atualmente, o Facebook tem muito mais poder de alcance; porém, estamos divididos em páginas, grupos e um universo cada vez mais egocêntrico.

A verdade é que quem quer faz e quem não quer arruma desculpa. Traduzindo para a nossa realidade: quem quer vai e quem não quer fica.

Essa semana, vi um belo movimento por parte de torcedores na internet. Estão convocando a torcida para que lote o estádio logo mais. Uma festa de luzes e pó de arroz está sendo preparada.

Triste é pensar que temos gente boa organizando isso, vamos ter o material mas corremos o risco de não termos torcida para encher o Maracanã.

Até o começo da noite da quinta-feira, cerca de 5 mil ingressos foram vendidos.

tweet maracana

Penso que, se lotarmos pelo menos o setor Sul, já estaria de bom tamanho. Mas meu medo é de que nem atrás do gol encha .

Nossa torcida sempre foi linda e apaixonada. Mas ultimamente tenho visto empolgação de parte dela apenas quando lhes é conveniente.

Apoio? Festa? Motivação? Sinceramente não vejo a plenitude. Salvo alguns fiéis torcedores – que estão faça chuva ou faça sol -, a maioria só quer saber de finais e jogos midiáticos. Falo do geral e não apenas de situações pontuais.

Na quarta-feira passada, li a seguinte notícia no evento criado, ao convocar a torcida para hoje a noite:

“Os LEDs de neon foram aprovados pelo GEPE e a carga de 50 mil stickers de LED já está descansando numa residência próxima ao Maracanã. Agora é com a torcida!”

Só essa notícia já deveria ser gás suficiente para darmos força uns aos outros.

O horário é ruim, mas eles dependem de nós para que a festa aconteça. Todos nós.

Tivemos diversos problemas para fazer opt-in e comprar pelo site. O “consórcio” só dificulta a vida do torcedor. Mas quem quer faz, insiste e compra.

Quisera eu que fosse pessimismo. Mas parte localizada da nossa torcida anda inerte há tempos. Enfrentar fila? Ir ao ponto de venda? O torcedor quer o mastigado no holofote.

Quero muito estar errada e voltar escrevendo o contrário na próxima semana.

Triste, mas hoje poderá sobrar LED e faltar pulsos firmes. Espero estar enganada.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @erica_matos

Imagem: jblog

#SejaSócioDoFlu

voleio guis saint martin 27 04 2015

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres