2013/2014 (por Luís Brito)

rodrigo caetano

Sejamos realistas: o Fluminense errou, ou melhor, a tal da gestão que fora tão elogiada aqui por este mesmo colunista, será agora criticada.

Rodrigo Caetano planejou com Sandrão um Fluminense vencedor em 2012 e montou uma máquina de vencer jogos – a semente foi plantada e de cara a conquista de dois títulos. Um regional e outro nacional; entretanto, esse planejamento tão frisado e falado por toda gestão naufragou em 2013.

Rodrigo fez um planejamento de dois anos; a reformulação do elenco de 2012/2013 aconteceu com o time chegando a ser reforçado no início do ano. Porém, esse mesmo planejamento foi feito até o fim da Libertadores de 2013 e não até o fim de 2013.

O que será que aconteceu? Faltou folha para colocar no papel o final de 2013? A meu ver o problema não foi esse, mas sim falta de competência e molejo na hora de repor as vendas de W. Nem e T. Neves. Duas peças fundamentais no esquema do Abel. (Top 3 nos melhores treinadores do Brasil)

O erro aconteceu ao não contratarem jogadores para tais funções e nem mesmo jogadores menos talentosos foram contratados; eles preferiram adotar o discurso de que o planejamento era perfeito e de excelência.

Com a saída dos jogadores citados acima, o Abel ficou refém e se viu sem saída, aliás, com apenas uma saída: a entrada de jogadores sem experiência vindos da base, porém futuros craques ainda em lapidação.

O Sr. Rodrigo Caetano recebe um salário astronômico para apostar na base e no trabalho – que, diga-se de passagem, feito pelo talentoso Marcelo Teixeira – de Xerém.

Hoje o Fluminense vive um drama, aliado ao sonho.

Drama de conviver com o rebaixamento e não conseguir vencer clássicos; o sonho de estar próximo ao G-4. Esse sonho é apenas uma ilusão da qual sabemos que acordaremos e não estaremos lá em 2014.

O drama, prefiro nem pensar, pois é improvável que o Fluminense brigue para não cair.  faltam pela matemática 15 pontos ou talvez 12 em 11 jogos – o que significa que brigaremos ainda por 33 pontos -, ou seja, menos que a metade dos pontos.

É, caríssimos torcedores, resta-nos ir ao estádio e acompanhar o nosso time, pois vivemos da paixão e precisamos alimentá-la para que essa chama jamais seja apagada e infelizmente esperar por 2014.

Espero que dessa vez não falte folha, quero dizer competência, para o planejamento de 2014.

Parabéns ao Peter, que nada tem a ver com o problema de planejamento, já que paga muito bem ao Rodrigo Caetano para fazer tal função. O presidente vem fazendo ótimo trabalho e batalhará pela sua reeleição.

Que sejam mais 3 anos felizes à frente do clube mais tradicional do planeta.  Peter+3! E com melhor gestão do futebol.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @datluis

Imagem: oglobo.com.br

http://www.editoramultifoco.com.br/literatura-loja-detalhe.php?idLivro=1184&idProduto=1216

DR DISCUTINDO RELAÇÕES by .

Comentário