13 jogos (por Luis Brito)

Faltam 13 jogos!

A estreia é sempre complicada, ainda mais jogando fora de casa, se tratando de Libertadores então… não vou nem falar do péssimo gramado que os guerreiros enfrentaram, até por que o adversário não foi tão assustador.

O fato de jogar uma Libertadores pesa, principalmente, para o Fluminense, que luta para conquistar o primeiro caneco para sua recheada sala de troféus.

O Caracas até que tentou, jogou limpo, buscou o resultado, tentou mudar o campo para um campo de guerra, onde se via mais buracos que grama, mas de nada adiantou; o time dirigido por Abel, assim como em uma guerra, foi inteligente e atacou o adversário dentro de uma estratégia que funcionou – com seu “atirador de elite” o “matador” Fred, balançou a rede do adversário e garantiu a vitória do tricolor.

Sandro Lima, vice-presidente de futebol do clube, disse em 2012 uma frase marcante ao terminar o jogo contra o Palmeiras, naquele jogo que nos deu o título de campeão brasileiro de 2012, “Faltam 14 jogos para sermos campeões da Libertadores” – e o dirigente estava certíssimo ao colocar essa meta e ambição na cabeça dos jogadores.

Parece que todos entenderam.

O Fluminense vai à busca da tão sonhada taça para completar a gloriosa história centenária do Clube de Futebol tricolor. Agora restam 13 jogos.

Precisamos saber jogar a competição, que parece fácil, mas é cheia de arapucas, estádios pequenos, campos ruins, arbitragem deixando a desejar em alguns jogos, catimba, pressão da torcida, mas tudo isso parece que o elenco que o Fluminense tem condições de superar e, assim, conseguindo driblar todas as pressões impostas por essa competição. O maior problema das arapucas não está nessas todas que eu citei em cima, o problema fica por conta do mata-mata, que é perigoso e precisa de cuidados, podemos enfrentar adversários fortes como os clubes da Argentina e perigosos como os do Chile, até mesmo os brasileiros.

Torcedor, não deixe de acreditar nesse elenco, é o mais forte dos últimos 20 anos da história tricolor, o planejamento está montado e todos que estão envolvidos pensam em um só final: FLUMINENSE CAMPEÃO!

Um já foi, no sufoco, na raça, na briga, na vontade, no sonho…

Agora vamos pensar nos outros 13, dois deles estão decididos com ida e volta, Grêmio e Huachipato. Os outros serão definidos logo em sequência, pois acredito que o Flu não terá dificuldade para chegar às oitavas-de-final.

É brigar, lutar, encarar, decidir, discutir, peitar, esforçar-se, combater, e acima de tudo chegar ao objetivo final.

Acredite! Quem espera sempre alcança!

Luis Brito

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @datluis

Imagem: uol.com.br

Contato: Vitor Franklin

Comentário