Vasco 1 x 1 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

DOWNLOAD GRÁTIS DO LIVRO “PEDACINHOS DA COPA”

Com toques rápidos e deslocamentos, o Fluminense envolveu o Vasco no primeiro tempo. Sornoza e Jadson faziam a transição pelo meio, os laterais se lançavam, Pedro e Marcos Junior levavam perigo ao gol de Martin Silva. No entanto, nessa superioridade faltou mais agressividade. Foram muitos toques na intermediária e a insistência em chuveirinhos.

Na segunda etapa, o Fluminense se posicionou para os contra-ataques. Marcos Junior teve uma oportunidade, mas demorou a chutar e a defesa chegou e cortou. Com campo, o Vasco jogou a bola na área à espera de uma falha da defesa tricolor. Uma, duas, na terceira tentativa do Vasco, Júlio César cortou mal um cruzamento e a bola sobrou para Andrés Rios, que completou para o gol vazio. Marcelo Oliveira colocou Matheus Alessandro e Pablo Dyego e o Fluminense se mandou para o ataque. Depois de alguns gols incríveis perdidos, Pedro ganhou da zaga, entrou na área e bateu por baixo das pernas de Martin Silva. 1 x 1.

JÚLIO CÉSAR

Na única defesa no primeiro tempo, não valia mais nada. O árbitro já tinha marcado uma infração. Falhou no gol do Vasco. Poderia pegar com tranquilidade, mas deu um soco fraco nos pés de Andrés Rios. Errou saídas de bola com os pés. Noite terrível.

LEO

Teve espaços na primeira metade do primeiro tempo, mas não chegou no fundo para cruzar. Muitos chuveirinhos na quina da grande área. Sumiu na etapa complementar.

GUM

Quase entregou no primeiro tempo, ao cabecear para a entrada da área. Sorte que o chute saiu errado. Deu espaços e se atrapalhou nos cruzamentos vascaínos.

DIGÃO

Deu uma furada no segundo tempo e o Vasco quase marcou. Também complicou quando o Vasco apertou.

AYRTON LUCAS

Muita velocidade. No entanto, hoje, carregou demais a bola.

MARLON

Entrou no fim e não participou do jogo.

RICHARD

Marcação forte à frente da zaga, mas teve dificuldades para iniciar a transição da defesa para o ataque.

JADSON

Dividiu com Sornoza a responsabilidade pela organização no campo de ataque.

DODI

Inútil. Mal pegou na bola.

MATHEUS ALESSANDRO

Entrou e aumentou o poder ofensivo. Jogou pela esquerda e ajudou a empurrar o Vasco para trás.

SORNOZA

Trabalhou na intermediária do Vasco e acionou os laterais, principalmente, Ayrton Lucas. Perdeu grande oportunidade aos 25’. Cansou no segundo tempo.

PABLO DYEGO

Mais uma vez faltou mais tranquilidade para dar sequência. É muito afobado.

MARCOS JUNIOR

Criou algumas boas oportunidades. Puxou contra-ataque no segundo tempo, mas demorou para chutar e a zaga aliviou.

PEDRO

Início com boas oportunidades: na primeira, foi travado; na segunda, demorou para bater e a defesa chegou. Perdeu um gol incrível aos 42’2T, de cabeça na pequena área. Logo depois, fez grande jogada, ao ganhar na corrida da zaga vascaína, e bateu por baixo para empatar. O melhor do Fluminense.

MARCELO OLIVEIRA

Não foi feliz na escalação de Dodi. As substituições (entradas de Matheus Alessandro e Pablo Dyego) deram certo porque mudaram o panorama e colocaram o Fluminense para a frente. Leo e Dodi não têm capacidade para serem titulares. Para encolher o time, dar campo ao adversário e jogar no contra-ataque, precisa melhorar o sistema defensivo, pois falha muito quando o adversário manda a bola na área.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

3 Comments

  1. Reveja o gol do Vasco e a nota do Júlio César. Ele tirou a bola dos pés do Pickachu. ST

  2. Os zagueiros foram bem.
    O goleiro falhou pq é fraco, peida na farofa.
    Nosso meio campo é horrível. Por incrível que pareça, o que menos compromete é o Richard, apesar de ser muito limitado tecnicamente, não consegue acertar um passe. Dodi não existe. Jadson é fraco, erra a conclusão das jogadas pq falta qualidade técnica. O Sornoza é um enganador do caralho.
    Vamos brigar para não cair

  3. Não dava pra segurar a bola que o JC espalmou tirando a bola do Pickachu que iria empurrar para o gol. No meu ponto de vista não houve falha. ST

Responder Fernando Antonio Bastos e Silva Cancelar