O bom filho à casa torna (por Marcus Vinicius Caldeira)

caldeira-verde

Abel Braga, técnico duas vezes campeão carioca pelo Fluminense e campeão brasileiro em 2012. Como jogador, é oriundo das divisões de base do Fluminense. E não se cansa de falar em suas entrevistas: “O Fluminense moldou o meu caráter como homem”.

Pois bem, Abel é de novo treinador do Fluminense, em princípio por um contrato de dois anos. Foi escolha já do novo presidente, Pedro Abad.

Adoro Abel! Refuto um dos melhores do Brasil. Tricolor de quatro costados. Gigante no vestiário. É campeão por tudo quanto é time que passou. Não dá moleza para os seus jogadores.

Normalmente tem feito seus times jogar no 4-2-3-1, mantendo a posse de bola, marcando forte na  busca pelos contra ataques.

Em 2013, quando tivemos perdas importantes no elenco (Deco, Thiago Neves e Nem) estava reconstruindo o time quando uma sequência de cinco derrotas jogou uma pressão sobre a diretoria, que sucumbiu e demitiu o treinador.

Foi um erro que lamentamos até hoje. O time não se restabeleceu mais, até este ano quando conquistamos a Primeira Liga. Espero sinceramente que não aconteça isso agora. É um grande treinador. Vai conquistar título. Vai perder título. Vai ganhar, vai vencer. Essa troca frenética de treinadores não coaduna com o profissionalismo que desejamos implementar.

Parabéns, Pedro Abad, pela escolha. Nem tomou posse e começou bem.

Abel é um grande presente de Natal para a torcida tricolor.

Abel Forever!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Imagem: mvc

escudao-fluminense-no-clube-silvio-almeida

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres