Segue o líder (por Marcelo Savioli)

Amigos, amigas, foi uma tarde de domingo muito agradável. É sempre reconfortante assistir a uma goleada do Fluzão. Uma goleada com o selo do merecimento, comandada por um jovem prodígio de 16 anos.

Eu fico pensando aqui em que espécie de time teríamos se não fosse essa política de vender jovens talentos por alguns trocados para pagar dívida.

Com a entrada de Yago e com Miguel iniciando a partida, o Fluminense foi muito diferente do que jogou os dois jogos iniciais. Teve proposta ofensiva e buscou sempre anular a saída de bola do Bangu, que sofreu terrivelmente com a intensidade tricolor.

Eu não costumo fugir das divididas, então eu já vou logo afirmando que esse elenco atual do Fluminense tem tudo para dar liga. Reparem que eu estou falando do elenco, o que significa que podemos pensar com carinho no título brasileiro.

No meu entendimento, Yago é barbada entre os titulares, assim como Hudson. Henrique deve herdar a outra vaga no meio. Eu não consigo imaginar o time sem o Miguel. Então, amigos, amigas, vão sobrar duas vagas ali na frente. E olha que tem Ganso, Nenê, Evanilson, Marcos Paulo e os gringos.

O que foi o Lucas Claro ontem? Não sei porque querem trazer o Fred tendo um talento nato daqueles. Mas o cara tem feito muito mais. Não erra e vem ganhando todas na defesa. Eu acho que o Digão, ainda mais depois daquela patacoada de ontem, vai esquentar muito banquinho esse ano. Ficou ruim até para o Nino, porque o nosso Maldini Ferraz é barbada.

Gostei dos laterais. Egídio participou bem das ações ofensivas. Que bom que enfim deram uma chance para o Matheus Pato. Pena que foi no final do jogo. E não é que até o Felippe Cardoso quebrou o encanto, com direito a gol e assistência? Que queime nossas línguas.

Sinto alguma coisa diferente no Fluminense. Alguma coisa que talvez se explique com o Gabriel Capixaba entrando em campo para converter no primeiro toque na bola. A rotina tem sido de boas surpresas.

Quarta é dia de Maraca!

Saudações Tricolores!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#credibilidade

2 Comments

  1. Mantendo os pés no chão, trabalhando sério, colocando sempre os que estiverem melhor, ou seja, colocando a meritocracia em primeiro lugar, temos tudo para fazer um grande ano, sem medo de rebaixamento.

    …pena que a cereja do bolo possa ser a vinda do Fred, o que viria a azedar a receita. Espero que mesmo ele vindo o Odair saiba fazer valer a autoridade de técnico para só usá-lo se estiver bem, sacá-lo quando necessário, e colocá-lo no banco em partidas que demandem isso.

    O meu time…

  2. Marcelo, você é um otimista incorrigível. Gosto de ver como você enxerga o futuro do Flu, mas acreditar em luta pelo título brasileiro, com o time que temos, é um exagero. ST

Comments are closed.