Pancada não resolve (por Paulo Rocha)

Não é novidade para ninguém o momento difícil pelo qual passa o Fluminense. Uma diretoria que tem se mostrado incapaz de alçar o clube a voos mais altos, a escassez de recursos… Há uma variedade enorme de problemas.  Soluções criativas precisam ser encontradas com urgência para que nossa situação, dentro e fora das quatro linhas, possa voltar à normalidade.

Agora, uma coisa com a qual não concordo é, a cada situação adversa, meter a porrada na instituição. Dizer que vai cair e outras babaquices do gênero. Eu não compactuo com isso. Eu torço para o Fluminense, e não para ver o Fluminense se foder.

Respeito a opinião alheia, cada um manda na sua cabeça e tem um modo de agir e pensar. Contudo, prefiro encarar de forma otimista os aspectos da vida num modo geral. O sofrimento não precisa ser invocado, mas que a babaquice o alimenta, alimenta. E eu não sou babaca.

Já vi o Fluminense metido em enrascadas muito mais sinistras que as atuais. Vamos voltar aos nossos melhores dias, tenho certeza disso. Mas que o festival de amargura atrapalha esse processo, não há dúvida. Àqueles que se sentirem ofendidos com o meu desabafo, eu peço desculpas. Mas estou cansado de ouvir notícias ruins.

Volto a dizer que não sou a favor da atual direção do clube. Torci para que o atual presidente não vencesse a eleição. Mas soa como uma piada sem graça ver os mesmos caras que se juntaram a ele para elegê-lo quererem, agora, tirar o cara de lá.

Que os tricolores de verdade não aceitem a “ajuda” da imprensa para meter a porrada no clube. São abutres que se deliciam com nossas agruras. Sempre jogarão lenha na fogueira, pois estão a serviço de outrem. Sim, estamos indignados, mas somos Fluminense. Ou não somos?

Vamos nos unir, comparecer ao Maracanã e empurrar o time para uma vitória sobre o Corinthians. O exemplo dado pela arquibancada precisa ser seguido. Apoiar até o fim. Somente assim conseguiremos ter o nosso Tricolor de volta aos melhores dias. Só ficar batendo, batendo, não educa. Pelo contrário. E bater em quem amamos não está com porra nenhuma.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

2 Comments

  1. Admiro seu trabalho mas não deixo de ficar aliviado que o seu candidato não tenha ganhado a eleição.

  2. Boa tarde, Paulo. Concordo plenamente contigo. Mas, hoje, estou com 65 anos. Sou da antiga. Torcedor, nos tempos de Internet, acha que sabe de tudo, dá palpite em tudo, vai na onda da imprensa. Quer tudo prá ontem. Não tem jeito. Infelizmente. E se acha tricolor. Fazer o quê? Fico na minha, aqui em Curitiba, torço como “ontem”. Sou Fluminense.Abraços.

Comentário