Palmeiras 2 x 1 Fluminense (por Marcelo Vivone)

b6dc067e1cc9b599357f1d7274e9615f

Conforme esperado, Enderson promoveu a entrada de Pierre no lugar do suspenso Wagner. Eu não esperava (e nem queria) que a opção fosse por abrir o time com a entrada de Marco JR.

Primeiro tempo

Fizemos um bom primeiro tempo.

Nos 15 minutos iniciais, o dono da casa tentou dominar o jogo. Teve posse de bola, mas ameaçou apenas quando houve erro individual do Fluminense.

Aos 16, Magno Alves fez bonita jogada e cruzou para trás. Quando parecia que a jogada seria perdida, Jean deu um tiro de fora da área e abriu o placar.

A partir daí fomos senhores do jogo e, infelizmente, perdemos a oportunidade de matá-lo.

O time do Palmeiras se desesperou e deu inúmeros espaços para contra-atacarmos. Foram inúmeras chances de gol desperdiçadas.

E no último do lance do primeiro tempo veio o castigo. Em cobrança de escanteio tomamos mais um gol de cabeça. Bola no primeiro pau para Rafa Marques. Vinícius fazia a frente e Magno Alves marcava o atacante do Palmeiras. Como nossos jogadores são bem mais baixos, o gol saiu.

O futebol mostrou mais uma vez que não perdoa a incompetência. E fomos muito incompetentes na frente para dizimar o adversário ainda no primeiro tempo.

Gum e Renato fizeram a dupla da depressão do primeiro tempo. Renato sem acertar nada no ataque e Gum, como em muitas outras oportunidades, esteve perto de entregar a rapadura la atrás.

A entrada de Pierre, conforme esperado, deu muita consistência ao meio de campo. Por outro lado, a necessidade de avançar Gerson matou o futebol do garoto. Ele tem que jogar chegando de trás, e não mais avançado, como nesse primeiro tempo.

Segundo tempo

Se com o roteiro do primeiro tempo queríamos ressuscitar o adversário, foi o que conseguimos. Ele veio para cima de nós e inflamou a sua torcida.

Foi a vez do Palmeiras perder várias chances de marcar.

Aos sete, Gum cedeu escanteio para o adversário em um altamente bizarro até para ele. Nosso bravo zagueiro tentou atrasar para Cavalieri e quase marca contra. Na cobrança do escanteio o adversário esteve muito perto de passar a frente no placar.

Foram 10 minutos de terror.

Aos 14, Magno Alves fez questão de ser expulso. Deu um bico no adversário de forma totalmente inconsequente. Ainda bem que ele é garoto; tem muito tempo para ser aconselhado e aprender.

Depois disso, apesar da pressão ter diminuído um pouco, o jogo virou ataque contra defesa.

Nosso time não conseguiu mais passar do meio de campo.

No final, já nos acréscimos, sofremos o gol da derrota. Se o time adversário fosse um pouco “menos pior”, tinha sido de muito mais.

Nosso jogo hoje foi um show de erros. Dava pra escrever um manual de como não jogar futebol, principalmente sendo o jogo fora de casa.

Não matamos o jogo no primeiro tempo e entregamos o resultado para o adversário no segundo. Inúmeros erros individuais, um show lamentável de vacilos individuais que, associados a uma participação para lá de duvidosa do juiz, nos levaram a uma derrota doída.

Magno Alves deveria ser multado pelo que fez. Inadmissível.

Gerson, no segundo tempo teve várias oportunidades de mostrar seu futebol e parecia estar com a cabeça em Barcelona. Se for para jogar assim, que vá de uma vez para a Espanha ou para a Itália.

Gum merece menção mais do que especial. Eu realmente não sei mais quantas cagadas mais esse rapaz precisa fazer para que seja barrado. A única boa notícia de hoje é que, se ele não sai por deficiência técnica, vai ter que ficar de fora pelo cartão vermelho.

O árbitro me pareceu muito mal intencionado. Foram 397 cartões amarelos e 98 vermelhos para o nosso time. Incrivelmente, nenhum cartão sequer para o adversário. Lembrou-me muito uma figura repugnante e que, infelizmente, faz a parte da história do Brasil: o general Newton Cruz.

Típico roteiro de jogo para deixar o torcedor com muita raiva. Deixamos de ganhar três pontos muito fáceis. Talvez não tenhamos outra oportunidade como essa jogando fora de casa. Lamentável.

Panorama Tricolor

@Panoramatri @Mvivone

Imagem: pra

IMG_20150425_162953

5 Comments

  1. Vivone, esse foi o jogo mais fácil de vencer até o momento, mas o Flu já entra com um a menos por conta do Renato. No jogo, Gerson e Vinícios erraram tudo, são dois jogadores bons tecnicamente, mas de uma preguiça sem igual. Principalmente Gerson, joga como se estivesse de salto, não faz muita força para disputar as jogadas, corre sempre atrasado e cai por qualquer coisa, hoje não conseguiu sequer dominar a bola, mesmo quando ele joga bem, percebo essa preguiça! S.T

    1. Vicente,

      O Wellington Silva seria titular hoje, mas sentiu algum músculo e foi vetado. Vai saber quando volta.

      Do Gerson hoje foi o primeiro jogo que não gostei. No 1o tempo nem foi culpa dele, porque o Enderson o empurrou muito pra frente. Ficou fora de posição. Mas no 2o, ele teve várias oportunidades de criar jogadas e nada fez. Correu para não chegar em quase todos os lances. Pareceu estar com a cabeça bem longe.

      Um abraço.

  2. Edilson Pereira já dizia, juiz faz o resultado no meio de campo, só os incompetentes escancaram em lances capitais escandalosos.
    ….
    Gerson é jogador do Barcelona, da Juventus ou da pqp. Mexeram com a cabeça do rapaz. Não pode mais jogar no Fluminense. Que máscara e que desinteresse! Já entramos com um a menos.

Comentário