O Flu Europa e o X-Bionic (por Marcus Vinicius Caldeira)

caldeira-verde

Se tem algo me encanta muito no Fluminense é o projeto Flu Europa – idealizado por Marcelo Teixeira e Peter Siemsen – e que este ano ganhou corpo, força e avança para um projeto grandioso a médio prazo tendo meta participação nas ligas europeias.

Alguns tricolores mais desavisados tendem a torcer o nariz para o projeto entendo que tira recursos do futebol profissional. Ledo engano. O projeto é extremamente barato (2 milhões/ano) e está dentro do orçamento de Xerém que hoje gira em torno de 15 milhões de reais. É barato porque o futebol na Eslováquia e o custo de vida lá são baratos. Em contrapartida, Samorin fica perto de Bratislava e Viena, na Europa Central, perto dos grandes centros de futebol da Europa. Uma tacada de mestre.

Para completar, ainda fomos agraciados com um dos maiores centros de treinamento de alta performance a 15 minutos de Samorin ao inteiro dispor do Fluminense Samorin, o X-Bionic SPhere. Um ex-banqueiro eslovaco resolveu investir pesado na construção do CT e quis o destino, para nossa sorte, que fosse colado ao Samorin.

Além disso, dentro do X-Bionic Sphere será construído um estádio (já possui um para 5.000 pessoas) que poderá ser usado pelo Fluminense Samorin nos seus jogos com mando de campo. E ainda terá um campo de grama sintética e três de grama natural.

Na academia, além dos aparelhos normais de academia, existe uma série de equipamentos específicos para treinar a reação e o cognitivo dos atletas. Tudo de primeiro mundo.

Tem um espaço de preparação física totalmente destinado à prevenção de lesões. O complexo possui 3 restaurantes e o que Fluminense usa tem capacidade para 400 pessoas. Possui 4 edifícios que compõem a hotelaria do complexo de treinamento. Tem área destinada ao lazer de alto nível com boliche, sinuca e etc. Auditório extremamente confortável para 600 pessoas. Resort. Um complexo aquático para recuperação pós jogo, relaxamento, trabalhos específicos e tal. Quadras de vôlei, futevolei, um tobogã futurista. Um espetáculo.

Além de tudo, o Fluminense teve um stand na Soccer X (maior feira de futebol do mundo) e já foi em parceira com o X-Bionic.

Não há nenhuma dúvida que o Fluminense dá um salto de qualidade gigantesco com esse projeto na Europa e com o X-Bionic ao lado. O X-Bionic tem a ganhar pôs passamos nossa expertise de futebol a eles, coisa que eles não possuem.

O Flu-Europa e o X-Bionic, são as portas de entrada do Fluminense na Europa, ajudarão e muito na formação dos nossos atletas, atrairão investimentos externos no clube e com certeza ajudarão a diminuir o gap financeiro entre Fluminense e Flamengo/Corinthians, estes beneficiados por esta nefasta divisão de cotas.

###

Hoje

Exposição sobre os Projetos das Categorias de Base de Xerém e do Departamento de Futsal (profissionalização, metodologia e ações pedagógicas), com apresentação dos gestores Marcelo Veiga e Ivan Proença.

Boa oportunidade para os sócios conhecerem os projeto.

Às 19:30 no Salão Nobre.

###

Estamos a dois pontos do G-6. Lutem até o fim.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: mvc

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres