O encaixe perfeito (por Juliana Rolhano)

O Flu volta a campo hoje às 16h no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, contra o Duque de Caxias. Pela Libertadores, o próximo confronto será contra o Grêmio, no dia 10 de abril, em Porto Alegre. E aos poucos estamos recuperando nosso ritmo e forma. Aos poucos, nossa força está voltando. Por que não acreditar?

Fato: teremos um verdadeiro festival de desfalques por conta do jogo da Seleção Brasileira. Nossas peças valiosas estão espalhadas por aí. Nosso artilheiro Fred não joga. Nosso goleiro Cavalieri, não joga. Jean… Não joga.

E como num quebra-cabeça, onde precisamos de todas as peças para completá-lo, faltarão peças importantíssimas em nosso time.

Mas o lado bom disso é que poderemos ver a competência dos jogadores que estão disponíveis no momento e perceber que eles podem vencer sem problemas. Tudo pode ser uma questão de oportunidade. A equipe como um todo é forte. O time das Laranjeiras deverá entrar em campo com: Ricardo Berna, Wallace (Bruno), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Deco e Wagner; Wellington Nem e Samuel. Todos são fundamentais e podem ser muito bem aproveitados.

Abel trocou o esquema para aumentar as nossas chances. Porém, algo me preocupa. Na verdade, algo preocupa o nosso treinador. Ele que é a peça chave. Que trabalha com o raciocínio para resolver as questões do time. Este em quem confiamos, declarou, em entrevista, que a classe dos técnicos não pode ser apontada como culpada por qualquer crise de um time. Que é preciso dar tempo…

Confesso que esta declaração parece ser de uma pessoa um pouco preocupada com seu futuro e não com o futuro do time… Fiquei tensa.

Será que sua mente e seus esforços estão no uso dos melhores esquemas para as partidas ou em como será sua vida amanhã?

Será que ele vai conseguir encaixar perfeitamente as peças para que a vitória chegue com mais freqüência daqui pra frente? (Notem que ainda acredito nas vitórias como algo provável) Ou será que a sua preocupação irá atrapalhar um pouco?

Sei que não é somente o técnico. Ou somente os jogadores. O somatório é que conta.

Resta-nos torcer, e muito! Daqui a pouco saberemos as respostas.

Vamos, guerreiros: nossa torcida é muito importante!

Afinal, todos somos parte deste imenso quebra-cabeça verde, branco e grená.

Juliana Rolhano

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

1 Comments

Comentário