Na espera por reforços (por Paulo Rocha)

A torcida tricolor começa a acreditar, ainda que timidamente, que o ano não será tão trágico como se chegou a imaginar. O time comandado por Abel Braga mostra sinais de reação, já são quatro vitórias seguidas. E se os adversários não foram de primeira linha, o desempenho da equipe (esfacelada e composta por garotos em sua maioria), em especial nos 5 a 0 sobre o Salgueiro-PE, parece indicar uma luz no fim de um túnel que se mostrava assustador.

Os salários estão em dia, o departamento de futebol está blindado. O que falta então? Faltam os reforços. Somente com reforços o Fluminense poderá sonhar com voos mais altos – ou menos rasteiros – nesta temporada.

Pode ser que nem haja necessidade extrema de contratar um zagueiro. Eu gosto do Reginaldo, ficaria com ele para ocasiões eventuais. Mas é urgente a chegada de um armador de criação para revezar com Sornoza (Robinho é atacante!) e de um centroavante de área para passar um pouco de sua experiência a Pedro.

Longe de mim achar que estamos às mil maravilhas. Mas que melhorou, melhorou. Torçamos que essa melhora continue e que possamos surpreender não somente os nossos adversários, mas também nossa própria torcida.

Na próxima quarta-feira, à tarde, teremos um belo teste: enfrentar o Bangu no escaldante campo de Moça Bonita. É um jogo imperdível, não só pela história do confronto, mas pelo momento que as duas equipes atravessam – os banguenses fizeram bonito na Taça GB.

Tenho certeza que a torcida prestigiará. Tem muitos torcedores do Fluminense em Bangu. Tomara que presenciem outra bela atuação. Time de garotos também é uma tradição tricolor. Mas que precisamos de reforços, ah, precisamos muito.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

#JuntosPeloFlu

Imagem: paro

Comentário