Fluminense 2 x 1 Vasco: atuações (por Mauro Jácome)

Enquanto as equipes abriam a mochila para tirar o material de trabalho, Egídio e Marcos Paulo entravam pela esquerda, o lateral rolou para Dodi, que meteu uma de três dedos, a bola bateu na trave e o Fluminense fazia 1×0. Um belo gol. O Vasco adiantou a marcação, mas o meio-campo tricolor encontrava espaços para chegar à intermediária de ataque e acionar quem avançava pelos lados. Yuri e Nenê tiveram chances, mas erraram o alvo. A partir da metade do primeiro tempo, o Fluminense recuou e cedeu a intermediária para o Vasco. Com essa disposição em campo, o gol de Marcos Felipe passou a correr riscos. Os contra-ataques, que seriam a opção para chegar à frente, não funcionavam. Depois dos 30’, Na parte final, o Fluminense saiu para o jogo, afastou o Vasco das proximidades de sua área e criou algumas oportunidades para fazer o segundo. Na melhor delas, num vacilo de Fernando Miguel, Evanilson perdeu grande oportunidade de ampliar.

O jogo recomeçou com a mesma configuração do fim da etapa inicial: o Fluminense bem distribuído em campo, sem dar chances para o Vasco pressionar. Com toques seguros, a transição era lenta. Alguns jogadores mostravam desgaste e Odair começou a mexer. Wellington Silva para velocidade, Igor Julião porque Calegari sentiu a perna e Hudson para reforçar a marcação na frente da área. Levou uns 10’ para o Fluminense se reorganizar. Numa arrancada de Wellington Silva, o atacante tocou para Ganso. Fred corria ao lado e recebeu para ampliar num belo chute. Não deu para comemorar. Numa rebatida de Marcos Felipe, Thales Magno apareceu livre para diminuir. A catimba tricolor e a expulsão de Thales Magno impediram a pressão final. Ótima vitória.

MARCOS FELIPE

No gol de Thales Magno, soltou a bola nos pés do atacante vascaíno. Poderia ter espalmado para escanteio. É preciso dar desconto devido ao tempo sem jogar. Tem muito crédito.

CALEGARI

A prioridade foi marcar Thales Magno. Raramente é batido no drible porque tem muita velocidade na recuperação. Teve uma oportunidade para ampliar, mas bateu para fora.

IGOR JULIÃO

Largou Thales Magno no gol do Vasco. É muito desatento com as movimentações sem bola dos adversários.

NINO

Excelente partida. Anulou Cano e ganhou todas pelo alto.

LUCCAS CLARO

Firmou-se como titular. Joga muito sério. Boa visão de cobertura.

EGÍDIO

Muito bom início de jogo. Firme na marcação e se apresentando para criar em cima de Pikachu. Depois segurou para não abrir espaços.

YURI

Muito boa partida. Conseguiu fechar e se antecipar nas investidas pelo maio. Errou poucos passes. Explorou os espaços que o Vasco deixava entre o meio-campo e a defesa no início do jogo. Quase marcou numa infiltração pela direita.

HUDSON

Na primeira intervenção, fez falta perigosíssima. Depois entrou no jogo.

DODI

Muita disposição na marcação. Estava sempre entre a bola e o gol de Marcos Felipe. Passes precisos no primeiro toque da transição. Um belo chute para abrir o placar.

MICHEL ARAÚJO

Começou tímido, mas se soltou e foi importante nas transições. Tem muita facilidade para esconder a bola.

NENÊ

Correu por todas as posições do campo e levou perigo ao gol de Fernando Miguel, mas faltaram os chutes. Cansou depois da metade do segundo tempo.

GANSO

Estava escrevendo isso: “Sem espírito de competição. Não conseguiu aproveitar os espaços entre as duas intermediárias. Perdeu bolas bobas”. Depois do segundo gol, mudei para isso: entrou frio e, quando acordou, arrancou pelo meio e viu Fred em condições de finalizar. Foi importante para segurar a bola.

MARCOS PAULO

Muito boa movimentação no primeiro tempo. Distribuiu a bola pela intermediária em busca do 2-1. Cansou e saiu.

WELLINGTON SILVA

Entrou para explorar a velocidade nas costas de Pikachu, no entanto, demorou a entrar no jogo. Quando conseguiu arrancar e levantar a cabeça, criou a jogada do segundo gol; rolou para Ganso, que chegava livre.

EVANÍLSON

Não está numa fase positiva. Está perdendo gols que não tem costume. Morreu depois dos 25’2T.

FRED

Na primeira bola que recebeu, enfiou o pé e estufou as redes.

ODAIR HELLMANN

Está definindo uma equipe mais competitiva do que tínhamos expectativa. No entanto, correu riscos ao colocar Hudson num momento e num setor perigosos, pois o Vasco buscava o gol. Precisa pensar melhor nas substituições, pois vários jogadores se cansam no meio do segundo tempo e substituições por atacado quebram o ritmo do jogo.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

#credibilidade

3 Comments

  1. O goleiro espalmou a bola nos pés do Tales Magno e você vem falar que o Igor Julião falhou. Perseguição total ao atleta. Vamos olhar o jogo e dar opinião com isenção. O Igor Julião tirou o Tales Magno do jogo, o que acabou com o ataque do Vasco. ST

  2. A sorte mudou de lado e o Odair começou a acertar o time.
    Grande atuação de todo elenco. Nenê jogou muito preso, chamando as faltas! O juiz deixou de expulsar 1 no 1° tempo. Fred desencantou! Araújo é revelação! Tá dando liga!
    Só não entendo a pontuação do Cartola! Kkkkk..ST!

  3. Boa noite,discordo do teu comentário sobre o Egídio; ele errou várias vezes inclusive na jogada em que originou o gol do vasco.

Comments are closed.