Fluminense 2 x 0 Deportivo Cuenca: atuações (por Mauro Jácome)

 

O Fluminense não fez um bom primeiro tempo. Trocou muitos passes, mas sem objetividade. O gol de Digão definiu a classificação e animou o time. Jadson, Ibañez e Everaldo perderam ótimas oportunidades. O segundo tempo foi mais movimentado. O Deportivo saiu mais para o jogo e o Fluminense tentou ampliar nos contra-ataques. Conseguiu aos 30’. Foi um treino.

JÚLIO CÉSAR

Num jogo fácil conseguiu se enrolar em saídas de jogo.

LÉO

Quase não saiu da defesa. Machucou-se e deixou o jogo ainda no primeiro tempo.

MATEUS NORTON

Muito fraco. Não tem condições de atuar na lateral em jogo mais competitivo.

GUM

Quando não tenta fazer o que não sabe, facilita a vida. Sem sustos.

DIGÃO

Tem sido fundamental em faltas e escanteios no campo ofensivo. Teve calma para completar para o gol e abrir o placar. Na defesa, atuação tranquila.

IBAÑEZ

Também jogou sem problemas.

AYRTON

Depois de boa atuação no Equador, o seu lado estava congestionado. Pouco chegou na área adversária.

RICHARD

A luta de sempre. Tem melhorado nos passes. Fez um gol de categoria.

JADSON

Dois tempos distintos. No primeiro, coordenou as transições. Depois, cansou e ficou mais fixo atrás.

MARCOS JUNIOR

Não pode perder gols como vem acontecendo. Corre, corre, mas se posiciona mal e embola com companheiros e adversários.

SORNOZA

Apareceu mais nas bolas paradas. Demorou a passar e teve dificuldades para achar os companheiros.

EVERALDO

Principal atacante tricolor. Tem velocidade e sabe driblar. As chances têm saído de seus pés. Ótima assistência para Richard fazer o segundo gol. Também merece destaque o entusiasmo durante os jogos.

LUCIANO

Não deu continuidade às jogadas. Quando saiu da marcação, atrasou o ataque. Reclama demais.

JUNIOR DUTRA

Entrou melhor do que outras vezes, mas continua devendo. E muito.

MARCELO OLIVEIRA

O adversário facilitou a vida do técnico. Não precisou mudar o time em busca da vitória.

 

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

Comentário