Fluminense 0 x 1 Avaí: atuações (por Mauro Jácome)

Muita correria de Fluminense e Avaí foi a característica do primeiro tempo. Até os 20’, o Fluminense entregava a bola para o Avaí e o sistema defensivo repetia espaços de jogos anteriores. Depois, Nenê se posicionou na faixa central entre as duas intermediárias e assumiu a responsabilidade de distribuir. O Fluminense cresceu na partida, as chances surgiram com João Pedro, Wellington Nem, Nenê, Ganso, Yoni. No entanto, o gol não saía.

Com menos intensidade e, consequentemente, sem criar tantas chances, o Fluminense continuou com o controle do jogo. O nervosismo e a ansiedade aumentaram os erros de passes. Os espaços voltaram, o cansaço, a bola ficou muito pesada. Ganso andava em campo. A torcida se irritava. Faltava a pá de cal. Caio fez o papel e cometeu um pênalti descabido. Daí em diante tudo desmoronou e o filme de jogos anteriores se repetiu.

MURIEL

Dificuldade para jogar com os pés, mas não complicou.

IGOR JULIÃO

Horrível. Batido seguidamente em jogadas de velocidade. Na frente, não acertou os cruzamentos.

DIGÃO

Atrapalhado. Dificuldades nas bolas rápidas quando o meio-campo e os lados estavam abertos. Sorte que o Avaí é o Avaí, senão, o time tinha tomado mais gols.

NINO

Um pouco melhor que o companheiro de zaga. No primeiro tempo, marcou a bola em alguns lances e deixou espaços às costas. Na etapa final, teve que se desdobrar em cobrir Igor Julião e Digão.

CAIO HENRIQUE

Bom primeiro tempo, quando chegou no fundo do campo. Menos acionado na etapa complementar.

ALLAN

O motor de sempre. Empurrou Ganso e Nenê para o campo adversário.

PH GANSO

Muito aquém do que pode render. Alguns passes de categoria, mas sem efeito prático. Vaias justas.

MARCOS PAULO

Tentou criar, mas sucumbiu no contexto do jogo.

NENÊ

Compensou a lerdeza de Ganso com muita vontade. Correu, distribuiu, concluiu. Perdeu gol incrível, ao demorar a chutar.

JOÃO PEDRO

Primeiro tempo primoroso. Bicicleta, cabeceio, assistências de calcanhar, cobriu a zaga.

LUCÃO

Entrou no desespero e não produziu.

YONY GONZÁLEZ

Melhora muito quando cai pelos lados. Com João Pedro ocupando o comando de ataque, o colombiano procurou o fundo do campo e criou oportunidades. Apareceu bem na área para concluir de cabeça.

WELLINGTON NEM

Melhorou em relação às partidas anteriores. Menos individualista e mais condicionado fisicamente.

CAIO

Horrível. Um pênalti infantil.

OSWALDO DE OLIVEIRA

Nada diferente do time frágil de Fernando Diniz. Toca, toca, perde um caminhão de gols e toma no final. Igor Julião já fez a boa partida do ano. O raio não vai cair de novo no mesmo lugar. Substituições sem critério. Por que tirar João Pedro? Caio? Para quê? Não consigo imaginar o Fluminense conseguindo uma arrancada com Oswaldo Oliveira.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

#credibilidade

3 Comments

  1. Morte anunciada . Quem acreditava que o Osvaldo poderia mudar essa situação do Fluminense? Pelo jeito só a dupla Mário/ Celso. Espero que eles reflitam e tomem uma atitude urgente enquanto há tempo e troque o técnico ( Jair Ventura , Mano Menezes) e contratem um zagueiro bom . O PH Ganso mostrou porque um time de segunda divisão na França dispensou ele.Não participa do jogo desmotivado e andando em campo. Que vergonha o Flu protagonizou ontem !

  2. É muito duro torcer pelo Fluminense. Graças a Deus meus filhos não torcem, porque eu tenho carregado essa cruz . São tantas humilhações , tantos vexames e fracassos, que desanimam qualquer brasileiro. Vou dar um tempo do Flu , porque não vejo nada à nossa frente para ter um mínimo de esperança.

Comments are closed.