Empresário ou presidente? (por Marcus Vinicius Caldeira)

caldeira-verde

“A tênue linha que separa interesses conflituosos volta a ser motivo de discussões  no Fluminense. Desta vez, quem tenta se equilibrar sobre ela é o ex-vice de futebol e candidato à presidência o advogado Mário Bittencourt. Representante do Tricolor em vários assuntos, ele também é sócio de uma empresa de agenciamento esportivo, como revelam documentos obtidos pelo Jogo Extra”.

O parágrafo acima refere-se à reportagem de Rafael Oliveira no Jornal Extra de hoje, 01 de novembro, na página 6 de seu caderno de esportes.

O jornal ainda revela que, de acordo com seu contrato social, a MLG “tem por objetivo o agenciamento de profissionais para atividades esportivas, culturais e artísticas; consultoria em gestão empresarial; e a intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral”. Por isso, o conflito, já que poderia beneficiar algum atleta por ele agenciado.

Já em 2015, Elias Duba, presidente do Madureira, vaticinou em uma entrevista: “Ele (Mário) é um brilhante advogado, mas como dirigente, é fraco. Fraco não, fraquíssimo! Não existe um dirigente como ele. Na verdade, sei que ele também é agente de jogadores”.

Não tem meio termo: ou se defende os interesses do clube ou se defende os pessoais.

Não podem pairar quaisquer dúvidas sobre o presidente do Fluminense e a possibilidade de relações estreitas com empresários e atletas, por menor que seja. São atividades claramente conflitantes.

O Fluminense não pode correr risco de virar um balcão de negócios depois de tanto esforço em que se pegou um clube semifalido e se entrega com impostos em dia, dívidas equacionadas. CT de Xerém de primeiro mundo, um CT considerado um dos melhores do Brasil e  Flu Europa. Tudo isso – aliada à definitiva profissionalização do departamento de futebol – um pavimento para vitórias e mais vitórias dentro de campo

Não permitiremos.

#####

O maior problema nestes últimos cinco jogos foram as substituições de Levir. Exceto no Fla-Flu que fomos bem em boa parte do jogo, todas as demais saímos na frente e permitimos o empate ou a virada porque Levir preferiu mudar o meio campo colocando Marquinho,  teoricamente mais ofensivo, do que proteger a “meiuca” e zaga.

Fora, as falhas individuais.

Saco.

#####

Fluminense e Atlético Paranaense será no Maracanã, de novo.

Que vençamos nosso freguês, Cruzeiro, e partamos com força para a decisão que será essa partida contra Atlético Paranaense.

Leia mais:

CLIQUE AQUI.

CLIQUE AQUI.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Imagem: mvc

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres