E agora, Flu? (por Márcio Machado)

Não tem mais jeito, anunciada a necessidade de cirurgia do Pedro e a volta só ano que vem, a temporada 2018 meio que acaba, mas antes de ser Natal na “Abad Magazine” o ano tem que acabar sem riscos. Isso ainda é perfeitamente possível.

Primeira providência – perdoem-me em ser repetitivo – é o esquema com três zagueiros. Longe de firmar uma retranca, mas um time com clara dificuldade de fazer seus gols como o Fluminense tem que tomar cuidados mesmo e de liberar os alas para reforçar o setor ofensivo. A vocação dos titulares é claramente essa; no ataque infelizmente não dá pra esperar mais o Kayke, tal como em outros clubes onde ele atuou recentemente a falta de ritmo de jogo é muito grande, e por isso a recuperação dele exige mais tempo. Porém, o momento da temporada e a situação tricolor não permitem isso. O teste do Luciano no próximo jogo é importante, contudo a solução tem de ser encontrada logo no que é o maior desafio do Marcelo Oliveira à frente do Flu.

Ao contrário de alguns colegas aqui do PANORAMA eu certamente não derrubaria o treinador. O momento não é de profissionais experientes dando sopa por aí e o desempenho está em linha com o do antecessor Abel (dez pontos a essa altura do primeiro turno, oito nesse segundo turno) mesmo sem o Pedro, com reforços que não embalaram ainda e o caos financeiro (que ainda pode por tudo a perder). A diretoria precisa no mínimo manter os atrasos dentro de uma linha razoável, de modo que o grupo e a comissão técnica sigam para buscar um fim de Brasileiro tranquilo, além de uma sonhada Sul-Americana.

Nesse sentido parece correto gastar a grana no voo fretado para o Equador, isso se o site número 1 da oposição tricolor estiver certo. Tem jogador insatisfeito com essa despesa, é compreensível, mas o sacrifício é válido até porque o prêmio pela classificação na Sula será usado para pagar os salários. Não tem nenhum bicho papão pelo caminho; se não der pra ganhar, uma campanha digna com uma ou duas noites de Maracanã mais cheio já ajudam a preencher o vazio de emoções positivas dessa torcida em 2018.

ST.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Comentário