Jogo de seis pontos neste domingo (por Paulo Rocha)

DOWNLOAD GRÁTIS – LIVRO “RODA VIVA”

A atual diferença de orçamento entre nós e nosso histórico oponente é abissal. Apesar de o futebol ser o único esporte no qual o mais fraco pode surpreender o mais forte, não há como ir contra essa constatação. Perder para o Flamengo nunca é bom; talvez seja o pior possível. Mas o Fluminense deste ano, tão economicamente devastado quanto o Estado no qual o nome do clube é inspirado, precisa mudar o foco e seguir em frente.

Neste domingo temos um confronto decisivo. O duelo com o Bahia, no Maracanã, é vital para que evitemos um cenário muito pior do que o atual. Somente a vitória interessa e temos que buscá-la com todo o nosso ardor. O adversário passa pelo mesmo sufoco que nós e será preciso empenho máximo para que triunfemos. É o chamado jogo de seis pontos.

Se vencermos o Bahia, ficarão faltando uma vitória e dois empates para a salvação no Campeonato Brasileiro. Portanto, vamos esquecer o Fla-Flu que passou, e também o que virá. Concentração total neste adversário. Deixemos o Flamengo para lá. O assunto é outro. Este recado serve para os jogadores e para a torcida tricolor.

Confesso que não sei o que esperar. Ignoro Se veremos domingo em campo o time brioso que bateu o São Paulo ou o ridículo que perdeu da Chapecoense. O adversário da vez não jogou no meio de semana, está mais descansado. Mas temos a obrigação de vencer, obrigação. Tomara que desta vez Abel acerte na escalação. Com Gum, Wendel, Wellington. Vamos para cima.

Rezo para que consigamos encerrar a temporada de forma digna. Li uma entrevista do novo executivo de futebol do clube dizendo que, em 2018, o panorama, no que diz respeito à montagem da equipe, não deve mudar muito. Só espero que ele não esqueça de que está no Fluminense FC. Temos o dever de ousar. Francisco Horta nos ensinou isso.

Os garotos de Xerém foram jogados às feras este ano. Ainda bem que dispomos deles, senão, o que seria de nós? Veteranos positivos, como Cavalieri, Gum e Dourado tentam ajuda-los neste batismo de fogo. Eles têm demonstrado bravura em certos momentos, mas a oscilação é natural da juventude. Vamos incentivá-los. É com eles que lutaremos até o fim. Pelo menos até o fim desta sofrida temporada.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri

Imagem: paro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres