Deitamos e rolamos (por Marcus Vinicius Caldeira)

t_115109_walter-marcou-duas-vezes-e-aproveitou-para-literalmente-deitar-e-rolar-no-gramado-do-maracana

Noite de gala no Maracanã. O Fluminense atropelou, massacrou, dizimou o São Paulo sem dó nem piedade, numa goleada que foi construída em apenas um tempo da partida: o segundo. Foi para não deixar dúvida do que o Fluminense de Cristóvão pode fazer nesse campeonato.

Com três alterações em relação ao time que vinha jogando – Felipe no lugar de Cavalieri, Wellington Silva no de Bruno e Walter no lugar de Fred – o time foi a campo de forma compacta, marcando forte, porém criando pouco.

Em verdade, o primeiro tempo do time foi ruim. O São Paulo não dava espaços para o Fluminense penetrar na sua defesa e aproveitava algumas falhas individuais para tentar criar suas oportunidades de gol, que também foram poucas.

E numa dessas falhas individuais o time paulista abriu o marcador. Wellington Silva cometeu pênalti infantil no zagueiro Antônio Carlos, que estava curtindo uma de atacante. Ceni foi lá e converteu.

Um destaque negativo no primeiro tempo foi o goleiro Felipe que, apesar de ter evitado um gol, mostrou-se claudicante na hora de sair do gol e inseguro durante toda a partida. Sorte que no segundo tempo não foi exigido, pois a verdade é que jogamos sem goleiro.

O Fluminense, mesmo mal, ainda achou seu gol após rebatida de Ceni. Walter ganhou a disputa com o zagueiro no corpo para da pequena área girar e chutar forte pro gol.

Mas, no finzinho do primeiro tempo, Gum e Wellington Silva vacilaram pela direita e Oswaldo cruzou na cabeça do Pato que marcou o segundo gol do adversário.

Alguns disseram: “Esse jogo já era. Já estou pensando no próximo!”. Porém, isso aqui é Fluminense. O time de guerreiros. O time em que cinco minutos tudo pode mudar. Pro bem ou pro mal.

Com a marcação adiantada e muita vontade de vencer, o Tricolor das Laranjeiras – comandado por Walter, Diguinho e Wagner – atropelou o São Paulo no segundo tempo. Construiu a goleada marcando quatro gols e o goleiro Felipe, graças a Deus, não foi exigido.

Antes do gol de empate – que saiu de um escanteio com o zagueiro adversário colocando contra o patrimônio – o Flu era só pressão e Walter já tinha tentado um gol do meio-campo e um de bicicleta.

Porém, o Fluminense do segundo tempo era só pressão e ataque. Logo fez o gol da virada. Um golaço. Walter dentro da área recebeu um cruzamento, dominou e deu uma rosca nela para tirar do zagueiro e colocar na rede no pé da trave. E depois o gordinho deitou e rolou, literalmente, no gramado do Maracanã.

E logo o Tricolor fez seu quarto gol após outra rebatida de Ceni. Desta vez foi Wagner que concluiu. E fechou a goleada com Sobis, no meio da péssima zaga do São Paulo. Depois a torcida ficou gritando olé, pedindo mais um e o Fluminense seguiu atacando o São Paulo, que estava completamente atônito.

Um segundo tempo de cinema, espetacular, gigantesco, maiúsculo. Para ficar guardado na memória de todo tricolor por muito tempo.

Diguinho foi o melhor em campo para alegria do meu amor, que é fã dele.

Walter é um luxo. Termos um atacante do nível dele no banco é um luxo pra poucos. Temos os dois melhores homens de área do Brasil: Fred e Walter.

Wagner está jogando muito. Taticamente está perfeito, assim como Sobis.

Gostei muito do garoto Marlon! Pareceu-me melhor que o Elivelton.

O Fluminense de Cristóvão é um time compacto, que marca pressão lá na frente e que joga da mesma forma sempre, seja em casa ou fora: no ataque, o tempo todo na busca incessante pelo gol.

Os dezessete mil que foram ao estádio foram brindados com esta goleada.

Obrigado, Fluminense!

Walter, você é o cara!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @mvinicaldeira

Foto: http://www.gazetaesportiva.net/

6 Comments

  1. Concaneta avisa: Acarajés cuidado! O Walter vai te comer, o Walter vai te comer…

  2. Se tem gente que é fã do “Zidiguinho Zidane”, posso dizer que sou fã do “Gumarra”, que ontem cortou tudo pelo seu lado e ainda tinha que cobrir o estabanado reserva da LD, aliás foi por isso que acabou saindo o cruzamento do 2º gol bambi.

  3. Se o Conca jogasse no MAIS PROTEGIDO, certamente a Flapress estaria pressionando até a seleção argentina para cortar o Messi e levar nosso pequeno grande craque! Walter, simplesmente demais! Se esse cara emagrecesse de verdade, acho que chegaria perto de um nível de Romário! O cara é cirurgico dentro da área! COMEU a bola ontem! ST

Comments are closed.