ERNESTO Xavier

O ópio (por Ernesto Xavier)

O trabalhador que pega o trem lotado de segunda à sexta, que ganha salário mínimo, que sua para conseguir uma vida digna, junta os amigos no final de semana para vibrar ou xingar 22 jogadores, técnicos e árbitros. É ali que ele se sente vivo