Caldense 0 x 1 Fluminense: atuações (por Mauro Jácome)

CLIQUE AQUI: DOWNLOAD GRÁTIS DA COLEÇÃO “RODA VIVA” – VOLUMES I, II, III IV

De olho no regulamento, que permitia o Fluminense jogar pelo empate, o time de Abel adotou a cautela. Fechou o meio-campo e cadenciou o jogo com excessiva troca de passes curtos e laterais. Para a velocidade, apostou na correria de Marcos Junior para chegar ao gol de Omar, mas isso quase não aconteceu. Por duas vezes o Fluminense chegou com perigo, ambas de cabeça: o zagueiro Robinho cortou toque de Marcos Junior e o goleiro Omar fez grande defesa no toque de Reginaldo.

Com Caio em campo, o Fluminense retornou para o segundo tempo mais recuado para explorar os contra-ataques. No entanto, chamou a Caldense e a bola passou a se aproximar perigosamente do gol de Júlio César. Sem saída de bola, o jogo ficou de alto risco. Mesmo com enormes espaços dado pela Caldesnse, Caio não dava continuidade. O Gilberto não dava continuidade, o Pedro não dava continuidade. A bola batia e voltava. À Caldense faltou forças para tentar uma pressão no final. Foi castigada com um gol de Renato Chaves no finzinho. Gol de Renato Chaves é castigo mesmo.

JÚLIO CÉSAR

Aos 17’2T, quase entregou o ouro numa saída precipitada. Sorte que o ataque da Caldense se atrapalhou.

RENATO CHAVES

Mais uma vez, marcou muito mal fora da área. Quando deu o bote, foi batido. Pelo menos marcou o gol que aliviou a torcida.

REGINALDO

Do que restou do elenco, é o melhor zagueiro do Fluminense. Não pode sair neste momento.

IBAÑEZ

Tem demonstrado personalidade. Tranquilo na saída de bola.

GILBERTO

Não deu continuidade às jogadas no campo de ataque e ainda deixou espaços atrás. Não tem força para ganhar as divididas.

JADSON

Sentiu dificuldades para contribuir na transição porque a Caldense colocava, pelo menos, dois para fechar o caminho entre as intermediárias. Sumiu grande parte do segundo tempo, reapareceu no final.

RICHARD

Entendeu-se melhor com Jadson na ocupação da intermediária defensiva e, consequentemente, a marcação foi mais precisa.

SORNOZA

Tem sido um problema para as jogadas ofensivas: arrisca pouco e o pessoal de frente não é abastecido com bolas em profundidade. Não tem acrescentado nada.

CAIO

Ficou muito recuado. Quando saiu, não fez boas opções de passe.

AYRTON

Ao contrário dos outros laterais, não tem medo de procurar o fundo do campo. O problema é que Pedro não se desgarra dos zagueiros.

MARCOS JUNIOR

A movimentação de sempre, mas jogou longe da área.

DUDU

Ciscou, procurou faltas para ganhar tempo. Fez o que Abel pediu.

PEDRO

Ficou muito escondido dentro da área. Quando saiu da área, teve dificuldades para dar continuidade. No lançamento longo, dificilmente ganha na disputa pelo alto.

MARLON FREITAS

Entrou para ganhar tempo.

ABEL

Apesar das especulações de que seria emprestado ao América Mineiro, Reginaldo retornou no lugar de Gum. Isso é bom. Depois da queima total de janeiro, a cotação de Reginaldo subiu. A ineficiência de Sornoza custou-lhe a vaga. Caio entrou para dar algum dinamismo, mas não foi eficiente. O técnico está com um elenco muito fraco para a temporada.

CALDENSE

Faltou um jogador de melhor qualidade para dar mais agressividade.

ARBITRAGEM

Um impedimento mal marcado impediu que o Fluminense saísse na frente aos 26’1T. Vários erros para os dois lados.

 

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @MauroJacome

#JuntosPeloFlu

Imagem: jam

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres