A turbulência tricolor (por Paulo-Roberto Andel)

Há quase 40 anos o Fluminense não montava um time com tantos jogadores da base tricolor, adicionados a alguns remanescentes do elenco 2016. De reforços mesmo, os jovens equatorianos que caíram como luvas. Em pouco tempo, sem comparar a força do campeonato carioca com os demais, conseguimos boas vitórias nos clássicos, fazendo três gols nos rivais.

A derrota na final do Carioca 2017, descontada a tradicional arbitragem amiga do adversário, já sinalizava: a base era boa, mas reforçar o elenco seria inevitável, até porque o segundo semestre da temporada é bem mais difícil.

Começamos bem o Brasileirão e, há rodadas, estamos estacionados nos dez pontos, agora no indesejável meio de tabela. Não é hora para faniquitos e verborragias ocas – aliás, nunca é -, mas sim de refletir e agir. O Fluminense, massacrado economicamente, tem um bom time mas não tem elenco. Com as contusões, desabou.

Neste PANORAMA, leio diariamente sobre a necessidade de contratações. São cronistas de visões diferentes, opiniões diferentes e mesmo os que apoiam a atual gestão. Todos concordam nesse ponto. Contratar não significa sangrar o combalido caixa, mas agir com inteligência, apostando em jogadores sem grande mídia, mas com boa performance técnica.

Vivemos um momento de turbulência e será preciso atravessá-lo com lucidez. O momento é ruim e exige atitude. Lucidez. O que for barato demais agora pode sair caro mais à frente. Mas todo cuidado é pouco: nas últimas temporadas anteriores, por diversos motivos, o Fluminense contratou muito e mal, o que ajuda a explicar parte do aperto atual. Nesta hora, os bastiões da politicagem têm pouco a dizer para quem acompanha de perto os acontecimentos.

Lucidez no clube, no campo e, especialmente, nas arquibancadas. Nessa história de estádio também.

PS: detesto crucificar jogadores individualmente, mas parecia lógico que, se Cavalieri estava deixando a desejar, não seria Júlio César a solução para a meta tricolor. Já tivemos gênios no comando do clube que achavam Felipe Garcia o máximo…

O Fla x Flu aí está. Vencê-lo é imperativo para que o avião deixe a turbulência para trás. Caso contrário, teremos um problema a mais.

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @pauloandel

Imagem: curvelo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 caracteres