A Era Luxa (por Luís Brito)

LUXEMBURGO NO FLU

Vanderlei Luxemburgo volta ao Fluminense. É isso mesmo: não fiquei maluco – aliás, ainda não.

Em 1986-1987 o treinador comandou o futebol Sub-20 do Fluminense e chegou a dirigir o Flu em algumas excursões pela Europa, enfrentando clubes como Bayern de Munique e Manchester United. No geral, Vanderlei comandou os profissionais do Tricolor em 13 partidas. O time venceu quatro vezes, perdeu outras quatro e empatou em cinco oportunidades. Foram 28 gols marcados e 12 sofridos.

Bem mais experiente e com um currículo recheado de títulos, Luxemburgo tem a missão de levantar a moral do atual campeão brasileiro – o que pode não ser tão difícil, pois o treinador é o maior vencedor de títulos nacionais (cinco) e busca conquistá-lo após intervalo de nove anos. O último triunfo nacional do treinador foi em 2004, após vencer os campeonatos 1993/94, 1998, 2003 e 2004.

Luxemburgo não era unanimidade pela cúpula do Fluminense, mas Celso Barros impôs a vontade e trouxe o treinador. No meu ponto de vista a melhor opção. As outras eram Ney Franco – que talvez não seja gabaritado para o elenco atual do Fluminense -, muito menos Cristovão Borges – bom treinador, mas sem bagagem para comandar o elenco tetracampeão. Muricy Ramalho seria uma opção, mas esse não merece dirigir o clube após a sua conturbada saída em 2011, onde saiu falando mal das instalações das Laranjeiras.

Luxa tem experiência suficiente para levar o Fluminense de volta à Libertadores 2014 e, quem sabe, disputar o penta. O campeonato está apenas no começo e reviravoltas piores já foram dadas.

Fiquei triste com a saída do Abelão, mas infelizmente a situação dele era insustentável e, como no Brasil a cultura é “Mais fácil mudar 1 que 32”, o Abel caiu – mas caiu em pé, de forma honesta, falando bem do clube, dirigentes e jogadores, o próprio reconheceu a situação insustentável.

Espero que você, torcedor, não cometa o erro de pressionar o Luxemburgo e fazer com que Peter corra atrás de treinador ainda esse ano. Será o Luxa até o fim de 2013, a nossa melhor forma é apoiar e dar ao treinador tranquilidade para realizar o seu trabalho.

Luxemburgo por si procurará no elenco do Flu provar ao Brasil que ainda é um dos melhores treinadores do país e resgatar seu próprio prestígio. A sua última conquista foi o Carioca de 2011 pelo Flamengo. A última Copa Do Brasil em 2003 pelo Cruzeiro.

Vamos torcer e acreditar que Luxemburgo possa fazer o seu melhor.

Caso algum torcedor seja supersticioso, vale ressaltar a curiosidade: Em 1993 e 2003, anos com final 3, o treinador levou o caneco e sagrou-se campeão nacional –  estamos em 2013.

Abraços!

Panorama Tricolor

@PanoramaTri @datluis

Imagem: Paulo Sérgio – Lancepress

http://www.editoramultifoco.com.br/literatura-loja-detalhe.php?idLivro=1184&idProduto=1216

3 Comments

  1. Só 2 coisas me preocupam:
    1 – Os boleiros esportivos hoje, pegam muito no pé do Luxenburgo.
    2 – Os boleiros esportivos hoje, pegam muito no pé do fluminense.
    Resultado disso: É UM PRATO CHEIO TRANSBORDANDO…

    Tomara eu estar 110% errado.

    Saudações.

Comentário